segunda-feira, 16 de novembro de 2020

.: #EmCasaComSesc tem teatro grátis com apresentação de "Ex-Gordo"


Na semana em que completa 100 lives teatrais apresentadas, a série Teatro #EmCasaComSesc apresenta os espetáculos "Ex-Gordo" (quarta-feira, dia 18), "Prot{Agô}nistas" (sexta-feira, dia 20) e "Dentro" (domingo, dia 22). Programação alterna apresentações da casa de atores e atrizes com transmissões dos palcos das unidades, sem a presença do público e dentro de todos os protocolos de segurança, aos domingos, quartas e sextas, às 21h. 
Elenco de "Ex-Gordo" em foto de Patrícia Cividanes

Na semana em que a série de Teatro completa a marca de 100 espetáculos transmitidos, na próxima quarta-feira, dia 18, o Sesc Ipiranga recebe "Ex-Gordo", com o CaTI - Caxote Teatro Íntimo. Sexta-feira, dia 20, é a vez do elenco de "Prot{Agô}nistas" se apresentar diretamente do Sesc Santo Amaro, e no domingo, dia 22, Laura Nielsen, do Teatro Inominável, apresenta o monólogo "Dentro", transmitido de sua casa. Os espetáculos são transmitidos no youtube.com/sescsp e no instagram.com/sescaovivo.

A programação de Teatro #EmCasaComSesc está em nova fase, com os atores e as atrizes ocupando os palcos das unidades do Sesc na capital paulista, além das apresentações transmitidas das casas dos artistas. Com a mudança, o Sesc São Paulo passa a acolher versões de espetáculos com estruturas maiores, contando com os recursos do palco para a transmissão. As exibições seguem sem a presença do público e dentro de todos os protocolos de segurança no horário das 21h. A série tem apresentações aos domingos, quartas e sextas.

O formato híbrido, com a manutenção das transmissões realizadas da casa dos artistas, permite que a série continue oferecendo encontros com nomes de outros estados e com atores e atrizes em condições de maior vulnerabilidade ao coronavírus. Com a possibilidade das transmissões nos palcos do Sesc, dá-se oportunidade a mais profissionais, ajudando a estimular o setor cultural. Com uma parcial e gradativa retomada das atividades do Sesc São Paulo, o início da programação nos palcos é um momento importante para a cultura e para uma retomada mais ampla no futuro.

Na semana em que completa 100 lives teatrais apresentadas, a série Teatro #EmCasaComSesc apresenta os espetáculos "Ex-Gordo" (quarta-feira, dia 18), "Prot{Agô}nistas" (sexta-feira, dia 20) e "Dentro" (domingo, dia 22). Programação alterna apresentações da casa de atores e atrizes com transmissões dos palcos das unidades, sem a presença do público e dentro de todos os protocolos de segurança. 

Ainda nesta semana, no domingo, dia 15, Álamo Facó apresenta de sua casa, no Rio de Janeiro, o monólogo de sua autoria, "Desmame - Ato Fílmico" a partir do texto "Mamãe". Assinando também a direção, ao lado de Cesar Augusto, o ator mostra o resultado de um processo de criação a partir da repentina morte de sua mãe, a arquiteta Marpe Facó, 100 dias após o diagnóstico de um câncer no cérebro. Influenciado por artistas como Hélio Oiticica (1937-80), Lygia Clark (1920-88) e Bruce Nauman, o trabalho faz uma recriação da sua relação com a mãe do ponto de vista emocional e corpóreo. A peça dá voz à personagem Marta que, perdendo suas faculdades mentais, começa a expandir sua consciência a limites inesperados. Com este solo, Álamo foi indicado ao prêmio da Associação dos Produtores de Teatro em 2015 na categoria Melhor Autor, e ganhou o prêmio Questão de Crítica, também em 2015, no quesito Melhor Dramaturgia. Classificação: 14 anos.

Na quarta-feira, dia 18, com transmissão do Sesc Ipiranga, o CaTI - Caxote Teatro Íntimo encena o espetáculo "Ex-Gordo", com texto e direção de Fernando Aveiro, que também interpreta o protagonista, e codireção de Naiene Sanchez. Após fazer uma cirurgia bariátrica, um homem que vive isolado em seu minúsculo apartamento, no 48º andar, confronta figuras do passado com o objetivo de descobrir sua verdadeira essência. Ele convida um grupo de artistas para ir à sua casa e interpretar os personagens que habitam sua memória, na tentativa de se sentir parte de uma sociedade e de sair de seu caótico mundo particular. Em meio a uma atmosfera onírica e surrealista, o público também é convidado a adentrar na casa desse protagonista e a acompanhar uma espécie de sessão de psicodrama teatral. Nesta versão online, a ideia é que a poltrona da casa do espectador rompa a barreira espacial e o lance para dentro da arena do jogo. A montagem, que fez temporada no Sesc Ipiranga em 2019, é a terceira parte da "Trilogia da Evolução", projeto do CaTI com reflexões sobre o despertar da consciência de indivíduos para processos sociais que os aprisionam e os moldam. Com Bárbara Salomé, Camila Biondan, Humberto Caligari e Murilo Inforsato. Classificação: 14 anos.

Sesc Santo Amaro recebe "Prot{Agô}nistas", espetáculo que estreou em abril de 2019 no Festival Internacional de Circo de São Paulo FIC-SP. Foto: Noelia Najera

Para celebrar o Dia da Consciência Negra, na sexta-feira, dia 20, data em que a série Teatro #EmCasaComSesc completa 100 lives apresentadas -, o Sesc Santo Amaro recebe "Prot{Agô}nistas", espetáculo que estreou em abril de 2019 no Festival Internacional de Circo de São Paulo FIC-SP. Com direção de Ricardo Rodrigues, o espetáculo circense reúne elenco formado por artistas negros da dança, da música e do circo. A partir da interconexão dessas linguagens, o grupo propõe uma reflexão sobre a arte e sua posição na sociedade. Com Renato Ribeiro (bateria, arranjos e palhaço), Dica L. Marx (baixo, voz e composição), Eric Oliveira (voz e palhaço), Jaqueline Silva (voz e pandeiro), Mariana Per (voz e flauta), Melvin Santhana (guitarra, voz e composição), Tô Bernado (trombone, djembê e arranjos), Vinicius Ramos (trompete, voz e composição), Diego Henrique (dança), Guilherme Awazu (perna de pau), Maíza Menezes (malabares com facas), Monique Costa (dança), Tatilene Santos (tecido acrobático), Zanza Monocova (contorção), Allyne Cassini e Marcos Silva (sonorização), Hilton Esteves (palco) e Danielle Meirelles (iluminação). Prot{Agô}Nistas - O Movimento Negro no Picadeiro é um projeto que nasceu em 2019 a partir da união de artistas negros que trazem sua pluralidade artística técnica para resultar numa nova experiência sonora, discursiva e acolhedora. Classificação: 14 anos.


Espetáculo "Dentro", que estreou em 2019, marcou as comemorações dos 10 anos da Cia. Teatro Inominável. Foto: 
Thaís Grechi

No domingo, dia 22, Laura Nielsen, do Teatro Inominável, encena diretamente de sua casa, no Rio de Janeiro, o monólogo "Dentro", com dramaturgia de Diogo Liberano e direção de Natássia Vello. A peça fala de Leonor, uma mulher de 40 anos que volta à casa que um dia foi de sua família para tomar um café com suas antepassadas mortas. A partir desse resgate de memórias, ela mergulha num processo de autoconhecimento, fazendo questionamentos sobre suas próprias escolhas e seu lugar no mundo hoje: reflexões sobre repetições de convenções e padrões já estabelecidos, sobre o vínculo - nem sempre visível - entre uma história pessoal e subjetiva e outra mais geral e objetiva, sobre os fatos e acontecimentos culturais, sociais e políticos do país são trazidas à tona. A protagonista abre espaço ainda para tratar de assuntos que também participam da história de suas ancestrais, como a escravidão, o racismo, a maternidade e a condição de subordinação da mulher em nossa sociedade. O trabalho, que estreou em 2019, marcou as comemorações dos 10 anos da Cia. Teatro Inominável. Classificação: 14 anos.

Agenda de 15 a 22 de novembro, sempre às 21h
Domingo, dia 15: 
Álamo Facó em Desmame - Ato Fílmico a partir do texto "Mamãe".

Quarta-feira, dia 18: CaTI - Caxote Teatro Íntimo - Bárbara Salomé, Camila Biondan, Fernando Aveiro, Humberto Caligari e Murilo Inforsato - em "Ex-Gordo".

Sexta-feira, dia 20: Renato Ribeiro (bateria, arranjos e palhaço), Dica L. Marx (baixo, voz e composição), Eric Oliveira (voz e palhaço), Jaqueline Silva (voz e pandeiro), Mariana Per (voz e flauta), Melvin Santhana (guitarra, voz e composição), Tô Bernado (trombone, djembê e arranjos), Vinicius Ramos (trompete, voz e composição), Diego Henrique (dança), Guilherme Awazu (perna de pau), Maíza Menezes (malabares com facas), Monique Costa (dança), Tatilene Santos (tecido acrobático), Zanza Monocova (contorção), Allyne Cassini e Marcos Silva (sonorização), Hilton Esteves (palco) e Danielle Meirelles (iluminação) em "Prot{Agô}Nistas".

Domingo, dia 22: Laura Nielsen, do Teatro Inominável, em "Dentro". Todos os espetáculos são transmitidos no youtube.com/sescsp e no instagram.com/sescaovivo.

+ Sesc na quarentena
Desde o final de agosto, cinco meses após a suspensão majoritária do atendimento presencial nas unidades, o Sesc São Paulo anunciou uma parcial e gradativa retomada, com um número restrito de atividades, dirigidas aos alunos que já eram inscritos nos cursos de Ginástica Multifuncional, Práticas Corporais e Corrida, além de pacientes das Clínicas Odontológicas cujos tratamentos foram interrompidos pela pandemia. Todas essas atividades estão sendo previamente agendadas, visando restringir a circulação de público no interior das unidades. Em outubro, a instituição anunciou nova etapa da retomada gradual dos serviços, desta vez de Exposições - inicialmente nas unidades da capital, Grande São Paulo, Santos e Taubaté -, das Bibliotecas alocadas nas unidades e a exibição de filmes no CineSesc, tudo mediante agendamento prévio pelo sistema de bilheteria online em sescsp.org.br. Todas as 40 unidades do estado deram início a essa retomada gradual, à medida que os municípios em que estão instaladas atinjam a classificação necessária para reabertura, estabelecida pelo Plano São Paulo do Governo do Estado, e em conformidade com as regulações municipais.

Paralelo à retomada gradual de alguns serviços presenciais, a instituição segue oferecendo um conjunto de iniciativas on-line, que garantem a continuidade de sua ação sociocultural nas diversas áreas em que atua. Pelos canais digitais e redes sociais, o público pode acompanhar o andamento dessas ações e ter acesso a conteúdos exclusivos de forma gratuita e irrestrita. Confira a programação e fique #EmCasaComSesc.

+ Sesc Digital
A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação. O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado.

Foto: Patrícia Cividanes
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.