Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Heathers - O Musical. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Heathers - O Musical. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

.: Vicky Maila faz "Heathers - O Musical" com direção de Fernanda Chamma

Vicky Maila integra o elenco de "Heathers - O Musical" com direção de Fernanda Chamma


Foto: Adriano Dória


A atriz e bailarina Vicky Maila está atualmente no elenco de "Heathers - O Musical", que estreou recentemente no Teatro Viradalata, em São Paulo.

Baseado no filme homônimo de Daniel Waters, o musical de Laurence O’Keefe e Kevin Murphy, versionado para o português por Rafael Oliveira, se passa em 1989 e conta a história da jovem Verônica Sawyer, em seu último ano do colégio. Em busca de um mundo melhor, Verônica, juntamente com seu namorado JD, vivem a adolescência tentando se autodescobrir. Por influência de JD, Verônica passa a cometer crimes e as coisas começam a sair do controle.

Vicky faz parte do ensemble, que se destaca principalmente pelas coreografias vibrantes e intensas, que ajudam a contar a história do espetáculo envolvendo o público cada vez mais.  

Trazendo aspectos de suspense e terror que marcam os clássicos da década de 80, "Heathers, O Musical" tem Direção Geral de Fernanda Chamma em parceria com a também diretora Daniela Stirbulov, coreografias de Mariana Barros e direção musical de Amanda Bamonte e Willian Sancar. O formato do também inclui a partição do público, em setor especial da plateia.

Vicky iniciou os estudos de Jazz e Ballet na Movimento Livre Academia de Dança, participou do Grupo de Dança, recebendo diversas premiações em festivais como: ENDA – Encontro Nacional de Dança, Passo de Arte, Bravos, São Paulo na Dança, entre outros. Esteve em cartaz com o musical “Marias do Brasil” e “Ritmos da Broadway” dirigido por Fernanda Chamma, e “Alice no País dos Musicais” produzido pela 4F Produções. Participou da abertura do 37º Festival de Dança de Joinville, ao lado de grandes nomes do Teatro Musical Brasileiro.

"Heathers - O Musical" segue em cartaz até 17 de novembro, no Teatro Viradalata (Rua Apinajés, 1387 - Sumaré – São Paulo), com sessões aos sábados, às 17h e 21h, domingos às 15h e às 19h e segundas-feiras às 21h. A classificação indicativa do espetáculo é de 12 anos.

sábado, 16 de novembro de 2019

.: "Heathers - O Musical" em dez motivos para não perder no Teatro Viradalata


Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em novembro de 2019



Em cartaz no Teatro Viradalata até o dia 17 de novembro, "Heathers, o Musical", apresenta a história da jovem Verônica Sawyer em seu último ano do colégio. Após começar a namorar J.D., enquanto se autodescobre, mergulha na exteriorização extrema do ódio. A primeira montagem brasileira do filme cult dos anos 80 -de Daniel Waters, protagonizado por Winona Ryder, intitulado "Atração Mortal" e, também, no musical de Laurence O’Keefe e Kevin Murphy, com mesmo nome-, está imperdível. Para tanto, nós do portal Resenhando.com elencamos dez motivos para você não perder o espetáculo e provar do melhor. Confira!


1. Antes de qualquer encenação, enquanto o público procura pelos respectivos assentos, o palco está aberto, iluminado e perfeitamente habitado por adolescentes que transitam livremente como se estivessem no intervalo da Westerburg High School.

2. A trama juvenil trata temas delicados de modo direto como amizade, paixão, perdão, assédio, bullying, morte, suicídio e ódio.

3. Durante a encenação no Teatro Viradalata, os atores não ficam presos ao palco. Assim, usam os corredores e as escadas laterais, dando ritmo e dinâmica para a narrativa. 

4. Embora esteja inserido no ambiente escolar, a narrativa traz aspectos de suspense e terror que marcam os clássicos da década de 80.

5. Todo o elenco é espetacular em cena. A sintonia no palco facilmente leva o público para dentro da história turbulenta dos alunos da Westerburg High School



Foto: Adriano Doria


6. A trindade da maldade das Heathers faz o público amar odiá-las, além de ajudar a sustentar as reviravoltas na história com a chegada de J.D. na vida de Verônica.


7. As músicas cantadas em português, versionadas por Rafael Oliveira, empolgam o público.

8. A efervescência juvenil de todo o elenco é complementada pelas coreografias de Mariana Barros que explodem em ritmo contagiante.

9. É possível assistir o musical do palco, ao comprar ingressos para ver a peça de pertinho. É muita emoção!

10. O espetáculo com direção geral de Fernanda Chamma, também tem direção de Daniela Stirbulov e direção musical de Amanda Bamonte e Willian Sancar. Enfim... é imperdível! Prove do melhor e não irá se arrepender!


Elenco: Ana Luiza Ferreira (Veronica Sawyer), Diego Montez (Jason Dean), Murilo Armacollo (alternante Jason Dean), Bruna Vivolo e Gigi Debei (Heather Chandler), Verônica Goeldi e Mariana Fernandes (Heather Duke), Carol Amaral, Isa Castro e Luisa Valverde (Heather McNamara), Ana Araújo (Srta Fleming), Arízio Magalhães (Bill Sweeney), Bruno Kimura (Paul Kelly), Gustavo Daneluz e Roberto Justino (Ram Sweeney), Lucas Colombo (Kurt Kelly), Luanna Barbosa e Luisa Phoenix (Martha Dunnstock).

Ensemble: Alice Zamur, Ana Bia Matos, Ana Itokazu, Ana Luiza Leal, Andreas Trotta, Augusto Follmann, Beatriz Soares, Carol Kiatake, Carol Pelegrini, Carol Pfeiffer, Clarice Sakamoto, Dante Morais, Davi Gazal, Deivisson Cruz, Diego Fecini, Duda Araujo, Estevão Souz, Esther Arieiv, Fabiana Marun, Giulia Propheta, Henrique Hadachi, Ingrid Sanchez, Isabella Arruda, Jean Cruz, John Seabra, Lorena Tucci, Luana Lavareda, Luís Vasconcelos, Lu Freixedas, Manu Casado, Manu Della Monica, Pedro Ogata, Renan Souza, Renata Regina, Sophia Almeida, Sophia Correia, Thayna Luanny e Vicky Maila.

Equipe Criativa:
Direção geral: Fernanda Chamma
Direção: Daniela Stirbulov
Direção musical: Amanda Bamonte e Willian Sancar
Coreografia: Mariana Barros 
Direção residente e assistência de direção: Ana Elisa Mattos
Versionista: Rafael Oliveira
Diretor de produção: Robert J Lima
Produtora executiva: Claudia Lima
Mídias sociais: Káthia Akemi

Serviço:
"Heathers, o Musical"
Teatro Viradalata
Rua Apinajes, 1387 - Sumaré - São Paulo
Temporada até 17 de novembro
Gênero: musical 
Duração: 120 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Sábados às 17h e 21h. Domingos às 15h e às 19h. Segundas, às 20h30.
Ingressos: Palco (R$ 150 e R$ 75 - meia). Plateia (R$ 100 inteira e R$ 50 - meia). Mezanino (R$ 70 e R$ 35 - meia)
Fotos: Adriano Doria


*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: @maryellenfsm



Encerramento do espetáculo


sábado, 9 de novembro de 2019

.: Crítica: "Heathers, o Musical", assista e prove do melhor!

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em novembro de 2019 



Foto: Adriano Doria

A primeira montagem brasileira, "Heathers"em cartaz aos sábados, domingos e segundas-feiras até 17 novembro, no Teatro Viradalata, não tem defeitos, do início ao fim. Versionado para o português por Rafael Oliveira, tem o enredo baseado no filme cult dos anos 80, de Daniel Waters, protagonizado por Winona Ryder, intitulado "Atração Mortal" e, também, no musical de Laurence O’Keefe e Kevin Murphy, com mesmo nome.

O espetáculo com direção geral de Fernanda Chamma, já acontece enquanto o público adentra ao teatro, com adolescentes transitando pelo palco tal qual estivessem no intervalo da Westerburg High School. Na vibe juvenil de sexo, drogas e rock´n´roll, o musical apresenta a história da jovem Veronica Sawyer (Ana Luiza Ferreira/Verônica Goeldi). Moça comum que tenta sobreviver no ambiente turbulento do ensino médio

Para tanto, ingressa no grupo das três garotas mais populares da escola, as Heathers. Enquanto paga a "vaga" no famoso grupelho, fazendo favores diversos, conhece o misterioso e libertário aluno transferido: J.D., Jason Dean (Diego Montez/Murilo Armacollo). Conforme a relação dos dois vai criando laços mais estreitos, a moça é envolvida pelo sociopata, mergulhando num interminável ciclo de ódio. 

A verdade é que "Heathers" não é somente um musical para empolgar o público em 120 minutos de duração. O espetáculo vai muito além disso ao tratar temas perturbadores como assédio, bullying e suicídio juvenil, agravado por dificultosos meios escolares. O trabalho em conjunto e cheio de garra dos atores leva facilmente o público para dentro da realidade juvenil, incluindo as formas de ver, sentir e viver o mundo. 


Eis que, inicialmente, a narrativa é tal qual tantas e tantas outras sobre alguém que quer ser popular na escola. Humilhações e punições recebidas de bom grado pela aspirante. No entanto, Veronica Sawyer (interpretada pela talentosa alternante, Verônica Goeldi) recebe a pitada rock´n´roll na vida de Jason Dean, (interpretado brilhantemente pelo alternante, Murilo Armacollo). Assim, todo o êxito de pertencer ao grupo das populares, mesmo que precise deixar de escanteio a amiga gordinha Martha Dunnstock (Luisa Phoenix, outra que ao cantar arrepia a plateia. Bela voz!)


Foto: Adriano Doria

Que o elenco é extremamente talentoso, não há dúvida alguma. Logo, a trindade da maldade, as Heathers, que, de fato, atendem pelo nome de Heather esbanjam versatilidade, seja ao dar veracidade a comportamentos duvidosos, na dança ou no canto. O que dizer da Heather Chandler de Gigi Debei? É aquela vilã que você ama odiar. Dona de um tremendo vozeirão, domina o palco e faz o público aguardar ansioso pela próxima peripécia da maldosa.

Além do elenco excepcional que atua, canta e dança, a montagem ganha um toque libertário no Teatro Viradalata, pois desenvolve também cenas por toda a plateia e não só no palco. O musical ainda oferece uma grande oportunidade para o público, a de comprar ingressos para assistir a peça do palco. É, definitivamente para ver e rever. Afinal, quando se prova do melhor, sempre se quer mais. Imperdível!



Elenco: Ana Luiza Ferreira (Veronica Sawyer), Diego Montez (Jason Dean), Murilo Armacollo (alternante Jason Dean), Bruna Vivolo e Gigi Debei (Heather Chandler), Verônica Goeldi e Mariana Fernandes (Heather Duke), Carol Amaral, Isa Castro e Luisa Valverde (Heather McNamara), Ana Araújo (Srta Fleming), Arízio Magalhães (Bill Sweeney), Bruno Kimura (Paul Kelly), Gustavo Daneluz e Roberto Justino (Ram Sweeney), Lucas Colombo (Kurt Kelly), Luanna Barbosa e Luisa Phoenix (Martha Dunnstock).
Ensemble: Alice Zamur, Ana Bia Matos, Ana Itokazu, Ana Luiza Leal, Andreas Trotta, Augusto Follmann, Beatriz Soares, Carol Kiatake, Carol Pelegrini, Carol Pfeiffer, Clarice Sakamoto, Dante Morais, Davi Gazal, Deivisson Cruz, Diego Fecini, Duda Araujo, Estevão Souz, Esther Arieiv, Fabiana Marun, Giulia Propheta, Henrique Hadachi, Ingrid Sanchez, Isabella Arruda, Jean Cruz, John Seabra, Lorena Tucci, Luana Lavareda, Luís Vasconcelos, Lu Freixedas, Manu Casado, Manu Della Monica, Pedro Ogata, Renan Souza, Renata Regina, Sophia Almeida, Sophia Correia, Thayna Luanny e Vicky Maila.

Equipe Criativa:
Direção geral: Fernanda Chamma
Direção: Daniela Stirbulov
Direção musical: Amanda Bamonte e Willian Sancar
Coreografia: Mariana Barros 
Direção residente e assistência de direção: Ana Elisa Mattos
Versionista: Rafael Oliveira
Diretor de produção: Robert J Lima
Produtora executiva: Claudia Lima
Mídias sociais: Káthia Akemi

Serviço:
"Heathers, o Musical"
Teatro Viradalata
Rua Apinajes, 1387 - Sumaré - São Paulo
Temporada até 17 de novembro
Gênero: musical 
Duração: 120 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Sábados às 17h e 21h. Domingos às 15h e às 19h. Segundas, às 20h30.
Ingressos: Palco (R$ 150 e R$ 75 - meia). Plateia (R$ 100 inteira e R$ 50 - meia). Mezanino (R$ 70 e R$ 35 - meia)
Fotos: Adriano Doria

*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: @maryellenfsm



Encerramento do espetáculo

Recepção ao público

Trecho do espetáculo



terça-feira, 22 de outubro de 2019

.: "Heathers", pela primeira vez no Brasil, com direção de Fernanda Chamma


Pela primeira vez no Brasil, "Heathers" é um emocionante musical que pulsa a energia dos corações adolescentes. Baseado no filme homônimo de Daniel Waters, o musical de Laurence O’Keefe e Kevin Murphy, versionado para o português por Rafael Oliveira, se passa em 1989 e conta a história da jovem Verônica Sawyer (Ana Luiza Ferreira) em seu último ano do colégio. 

Em busca de um mundo melhor, Verônica, com o namorado JD (Diego Montez), vivem a adolescência tentando se autodescobrir. Será ela uma Heather capaz de tudo para ser popular? Qual o valor de uma real amizade? Entre canções que falam sobre amor, vida, morte, perdão e reconciliação, o universo jovem é apresentado de uma forma alegre e positiva, apesar de mostrar as crueldades do mundo real. 

Trazendo aspectos de suspense e terror que marcam os clássicos da década de 80, "Heathers, o Musical" é uma obra rock que tem uma legião de fãs pelo mundo e promete conquistar corações que são ou sempre serão jovens. Em cartaz no Teatro Viradalata, a montagem tem direção geral de Fernanda Chamma em parceria com a diretora Daniela Stirbulov, coreografias de Mariana Barros e direção musical de Amanda Bamonte e Willian Sancar. O formato do show será inédito propondo que parte da plateia participe do espetáculo (espectadores estes que terão que chegar 40 minutos antes para orientações e “ensaio”). 

O espetáculo segue em cartaz aos sábados, domingos e segundas feiras de outubro e novembro no Teatro Viradalata. 

Elenco: Ana Luiza Ferreira (Veronica Sawyer) Diego Montez (Jason Dean) Murilo Armacollo (alternante Jason Dean) Bruna Vivolo e Gigi Debei (Heather Chandler) Verônica Goeldi e Mariana Fernandes (Heather Duke) Carol Amaral, Isa Castro e Luisa Valverde (Heather McNamara) Ana Araújo (Srta Fleming), Arízio Magalhães (Bill Sweeney), Bruno Kimura (Paul Kelly), Gustavo Daneluz e Roberto Justino (Ram Sweeney), Lucas Colombo (Kurt Kelly), Luanna Barbosa e Luisa Phoenix (Martha Dunnstock).
Ensemble: Alice Zamur, Ana Bia Matos, Ana Itokazu, Ana Luiza Leal, Andreas Trotta, Augusto Follmann, Beatriz Soares, Carol Kiatake, Carol Pelegrini, Carol Pfeiffer, Clarice Sakamoto, Dante Morais, Davi Gazal, Deivisson Cruz, Diego Fecini, Duda Araujo, Estevão Souz, Esther Arieiv, Fabiana Marun, Giulia Propheta, Henrique Hadachi, Ingrid Sanchez, Isabella Arruda, Jean Cruz, John Seabra, Lorena Tucci, Luana Lavareda, Luís Vasconcelos, Lu Freixedas, Manu Casado, Manu Della Monica, Pedro Ogata, Renan Souza, Renata Regina, Sophia Almeida, Sophia Correia, Thayna Luanny e Vicky Maila.

Equipe Criativa:
Direção geral: Fernanda Chamma
Direção: Daniela Stirbulov
Direção musical:  Amanda Bamonte e Willian Sancar
Coreografia: Mariana Barros 
Direção residente e assistência de direção: Ana Elisa Mattos
Versionista: Rafael Oliveira
Diretor de produção: Robert J Lima
Produtora executiva: Claudia Lima
Mídias sociais: Káthia Akemi

Serviço:
"Heathers, o Musical"
Teatro Viradalata
Rua Apinajes, 1387 - Sumaré - São Paulo
Temporada até 17 de novembro
Gênero: musical 
Duração: 120 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Sábados às 17h e 21h. Domingos às 15h e às 19h. Segundas, às 20h30.
Ingressos: Palco (R$ 150 e R$ 75 - meia). Plateia (R$ 100 inteira e R$ 50 - meia). Mezanino (R$ 70 e R$ 35 - meia)
Fotos: Adriano Doria

segunda-feira, 7 de setembro de 2020

.: Gustavo Ferreira dará vida a Jason Dean em “Heathers – A Teen Musical”


O ator Gustavo Ferreira se prepara para estrear em breve no elenco de "Heathers – A Teen Musical”, com direção geral de Fernanda Chamma. O espetáculo estreia em setembro, na hamburgueria Stunt Burger em São Paulo. Foto: Adriano Dória

O ator e cantor Gustavo Ferreira, destaque em diversos musicais, se prepara agora para dar vida ao personagem Jason Dean no espetáculo “Heathers - A Teen Musical”, que estreia em setembro, com direção de Fernanda Chamma.

O musical "Heathers", inspirado no filme que ganhou o título de "Atração Mortal" no Brasil, conta a história de Veronica, uma garota que se aproxima das garotas populares da sua escola, as três Heathers, para parar de sofrer bullying, mas odeia suas novas amigas, e junto de seu namorado, Jason Dean, fazem de tudo para acabar com esse reinado. Heathers é uma obra rock que tem uma legião de fãs pelo mundo e promete conquistar corações que são ou sempre serão jovens.

Em São Paulo, a montagem terá direção geral de Fernanda Chamma em parceria com a também diretora Daniela Stirbulov, coreografias de Mariana Barros e direção musical de Willian Sancar e Catarina Marcato. Após uma temporada de sucesso no final de 2019, o espetáculo volta com classificação livre, com diversas novidades.

Além de ser acessível para todo o público, sem restrição de idade, essa montagem traz um novo formato, se adequando às medidas de prevenção contra o Coronavírus, com apresentações na hamburgueria Stunt Burger. Os ensaios estão acontecendo no Estúdio Broadway Morumbi, com todas as medidas de segurança.

Gustavo Ferreira é ator e cantor, já participou de diversas montagens de teatro musical, entre elas "Marias do Brasil", com direção de Fernanda Chamma, e o musical da Broadway, "Escola do Rock", produzido pelo Atelier de Cultura. Atualmente, Gustavo se prepara para estrear, também, no espetáculo "João e Maria - O Musical”, com direção geral de Fernanda Chamma. 




segunda-feira, 26 de julho de 2021

.: Gigi Debei será Rosali Mullins em “School of Rock - O Musical”


Extremamente talentosa, a atriz Gigi Debei será Rosali Mullins em nova montagem de "School of Rock - O Musical", o papel foi de Sara Sarres na montagem brasileira oficial de 2019.


Na montagem brasileira oficial do musical em 2019, a personagem Rosali Mullins foi vivida pela diva do Teatro Musical Sara Sarres. Em 2021, na montagem do Estúdio Broadway Morumbi em parceria com a The Musical Company,Gigi Debei será responsável por dar vida a personagem.

Baseado no filme de 2003, escrito por Mike White,  "School of Rock" conta a história de Dewey Finn, um roqueiro amador e fracassado. Cheio de dívidas para pagar ele finge ser seu melhor amigo Ned Schneebly, e trabalha como professor substituto em uma conservadora escola, lá o roqueiro descobre um talento musical incomum em seus alunos. Então Dewey forma um grupo escolar na tentativa de provar que todos estavam errados e vencer a “Batalha das Bandas”.

Rosalie Mullins é a diretora da Horace Green e é muito rígida e tradicional na escola. No entanto, ela sente uma pressão intensa do trabalho, que a faz ficar tão nervosa. Ela tem um amor secreto por rock and roll e deseja ser tão despreocupada quanto antes.

Trazendo mais um blockbuster diretamente da Inglaterra, o Estúdio Broadway Morumbi apresenta "School of Rock - O Musical". Em parceria com a consolidada The Musical Company, o espetáculo tem direção geral de Fernanda Chamma, músicas do premiado Andrew Lloyd Webber e texto de Julian Fellowes. A versão brasileira é assinada por Mariana Elisabetsky e Victor Mühlethaler. Na direção e coreografia da Next Generation respectivamente estão Arthur Berges e Fabrício Negri, ambos integrantes do elenco na versão oficial brasileira. O maestro Renan Achar, também integrante da montagem oficial no país, assina a direção musical da obra que promete surpreender amantes do clássico ao rock n’roll.

Atriz, bailarina e cantora, Gigi Debei é formada em Teatro Musical profissionalizante pela escola TeenBroadway, estuda no Estúdio Broadway e recentemente ganhou bolsa no workshop Act Your Song com Karen Olivo que hoje é sua coaching vocal pelo Project Broadway School em NYC. Já fez coaching de interpretação com Charles Moeller e interpretação para TV e Cinema com Velson de Souza. Estudou em NYC no curso Acting for TV and Musical Theater no Broadway Workshop e cursa Faculdade de Canto Lírico na FMU. Integrou o elenco da série Home Office, disponível na Amazon Prime Video, interpretando Glória de Deus e Glory Whole. Fez parte do elenco dos musicais “Aparecida, um musical de Walcyr Carrasco”, como Princesa Isabel e “Heathers, O Musical”, como Heather Chandler e em breve voltará ao palco como a personagem Mara Maravilha em “Silvio Santos Vem Ai, O Musical” da Paris Entretenimento, com direção artística de Marília Toledo e Fernanda Chamma  e direção musical Marco França. A temporada de "School of Rock - O Musical", licenciada para o Brasil, terá todos os protocolos de segurança exigidos pela OMS.


Serviço:
"School of Rock - O Musical"
Estreia dia 24 de julho.
Sábados e domingos, às 15h e às 18h.
Curta Temporada.
Espaço Cultural Cassio Gabus Mendes – S.P. Futebol Clube – Estádio do Morumbi, Av. Jules Rimet, Portão 07.
Ingresso: R$ 50 (meia) e R$ 100 (inteira).
Vendas pelo site: https://www.eventbrite.com/o/estudio-broadway-33894954373
Duração: 110 minutos.
Gênero: musical.
Classificação: livre.

Ficha Técnica:
"School of Rock - O Musical"
Músicas: 
Andrew Lloyd Webber.
Letras: Glenn Slater.
Texto: Jullian Fellowes.
Versão Brasileira: Mariana Elisabetsky e Victor Mühlethaler.
Direção Geral: Fernanda Chamma.
Direção: Arthur Berges.
Direção musical: Renan Achar.
Coreografia e direção residente: Fabrício Negri.
Produção executiva: Claudia Lima.
Direção de produção: Renata Alvim.
Realização: Estúdio Broadway Morumbi.



quarta-feira, 9 de junho de 2021

.: "Heathers – Musical": Beca Guerra integra elenco da nova temporada

De volta aos palcos em 2021, o sucesso ‘Heathers – Musical’ tem novo elenco e desta vez a atriz Beca Guerra integra o elenco do espetáculo


Heathers é um musical emocionante que pulsa a energia dos corações adolescentes. Baseado no filme homônimo de Daniel Waters, o musical de Laurence O'Keefe e Kevin Murphy, versionado para o português por Rafael Oliveira, se passa em 1989 e conta a história da jovem Veronica Sawyer em seu último ano no colégio. Em busca de um mundo melhor, Verônica, juntamente com seu namorado JD vivem a adolescência tentando se auto-descobrir. Será ela uma Heather capaz de tudo para ser popular? Qual o valor de uma real amizade? Entre canções que falam sobre amor, vida, morte, perdão e reconciliação, o universo jovem é apresentado de uma forma alegre e positiva, apesar de mostrar as crueldades do mundo real.

Trazendo aspectos de suspense e terror que marcam os clássicos da década de 80, Heathers é uma obra rock que tem uma legião de fãs pelo mundo e promete conquistar vários corações. Com direção geral de Fernanda Chamma em parceria com a também diretora Daniela Stirbulov, coreografias de Tutu Morasi e direção musical de Renan Achar, o formato do show segue a linha americana da montagem com a participação e 35 jovens talentos e nomes consagrados do gênero.

A temporada de Heather, licenciada para o Brasil, terá todos os protocolos de segurança exigidos pela OMS.

Com 14 anos de idade, Beca Guerra estuda canto desde seu 1 ano e 6 meses com a coach Amanda Bamonte. Em seus projetos mais atuais estão os musicais “João e Maria” e “Matilda in Concert”, ambos com direção de Fernanda Chamma. Beca integrou também o elenco de “A Christmas Carol”, apresentado no Teatro Renault e “Banquete de Natal”, musical com direção geral de Fernanda Chamma. Montagem musical de “Matilda”, atuando como personagem Lavender, do Espaço 4 Fun. Participação na websérie “Academia de Super Heróis”, dirigida por Rica Montoanelli e websérie “Histórias Aterrorizantes que a Minha Vó Contava”. Beca participou do preparatório para o musical “School of Rock” e hoje estuda Teatro Musical no Estúdio Broadway, além das aulas de jazz, sapateado, canto e interpretação. Estuda Teatro e TV com a preparadora de atores Fátima do Valle.


Serviço:

Heathers – Musical

Estreia 12 de junho

Teatro Cassiano Gabus Mendes

Duração: 120 minutos

Gênero: Musical

Classificação etária: Livre

Ingressos: sigaartista.eadplataforma.com


 Ficha técnica:

Músicas, letras e libreto: Laurence O'Keefe e Kevin Murphy,

Versionista: Rafael Oliveira

Direção Geral: Fernanda Chamma

Direção: Daniela Stirbulov

Direção Musical: Renan Achar

Coreografias: Tutu Morasi

Direção Residente e Assistência de Direção: Roberto Justino

Direção de Produção: Renata Alvim

Realização: Estúdio Broadway


terça-feira, 7 de abril de 2020

.: #NaQuarentenaEu: Vicky Maila vai de meditação, dança e yoga


Por Helder Moraes Miranda e Mary Ellen Farias dos Santos, editores do Resenhando. Fotos: Instagram da artista

Com a confirmação do status de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), feita pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a principal recomendação é ficar em casa. Pensando nisso, o Resenhando convidou uma série de artistas para dar sugestões sobre o que fazer diante do cenário de quarentena. A atriz Vicky Maila, destaque no espetáculo "Heathers - O Musical", deu dicas que podem inspirar muita gente.

"Acho que sempre tem um lado bom das coisas! A quarentena tá me trazendo muito autoconhecimento e descobertas. Voltei a minha rotina de fazer meditação todo dia e acho que é uma prática que todos deveriam tentar colocar na vida, principalmente nesse momento que estamos vivendo. Sou bailarina, então não consigo mesmo deixar o corpo parado (risos), estou fazendo algumas aulas pela internet e praticando yoga também. 

Isso é outra coisa que eu indico a qualquer pessoa: se você não faz exercício tente colocar na sua rotina agora (vai te fazer bem!) e quem já faz, continue! Também estou aproveitando pra colocar séries e livros em dia, e estudando bastante, fazendo um curso de dublagem que eu comprei faz um bom tempo e nunca tinha feito nada. Meu piano que estava parado desde que ganhei, agora tá sendo bem utilizado (risos), e praticando canto também! 

Além de tudo isso, o mais importante: eu estou conseguindo me conectar com a minha essência! Na nossa correria do dia a dia, a gente vai perdendo o que temos de melhor e mais puro dentro de nós. Então acho que é um bom momento pra nos conectarmos com a nossa energia verdadeira e com isso levaremos muitas vibrações positivas pra toda essa situação que estamos passando"Vicky Maila.




Foto: Adriano Dória

Veja também:

.: Vicky Maila faz "Heathers - O Musical" com direção de Fernanda Chamma

 .: "Heathers - O Musical" em dez motivos para não perder no Teatro Viradalata

.: Crítica: "Heathers, o Musical", assista e prove do melhor!

.: Coronavírus: quando considerar um caso suspeito? Atenção aos sintomas

.: Dicas importantes: o que você pode fazer para aumentar a imunidade

segunda-feira, 15 de abril de 2019

.: "Sunset Boulevard" abre sessões extras durante feriados. Não perca!

Montagem segue em cartaz em São Paulo somente até 07 de julho. Foto: Marcos Mesquita


Glamour, poder e cobiça no musical que fez história na Broadway. Assim é “Sunset Boulevard”, superprodução que faz curta temporada somente até 07 de julho no Teatro Santander, em São Paulo. A montagem marca o retorno aos palcos de uma das duplas mais queridas do teatro brasileiro: Marisa Orth e Daniel Boaventura. Eles são os protagonistas do espetáculo vencedor de sete Tony Awards, com músicas de Andrew Lloyd Weber. A direção artística da montagem brasileira é de Fred Hanson. O musical mais uma coprodução da IMM e da empresária e produtora Stephanie Mayorkis, da EGG Entretenimento.

Ingressos estão disponíveis na bilheteria oficial (sem taxa de conveniência – Teatro Santander: domingo a quinta: 12h às 20h. Sexta e sábado: 12h às 22h) ou pela internet https://www.ingressorapido.com.br/.  As sessões acontecem às quintas e sextas, às 21h; sábados, às 17h e 21h; e domingos, às 15h e 19h. “Sunset Boulevard” é apresentado por meio de um acordo especial com a The Really Useful Group, com realização do Ministério da Cidadania, IMM, EGG Entretenimento e Governo Federal. O patrocínio master é da Zurich Santander Brasil Seguros e Previdência, com patrocínio Comgás, apoio de Prosegur, Colgate, Drogaria São Paulo, Localiza, Estácio, OLX, Focus Energia e It's Informov.

“A IMM tem um portfólio de marcas único no mercado brasileiro e um histórico de entrega de resultados para seus parceiros. Estamos muito felizes em poder apresentar para o público brasileiro mais esse grande espetáculo”, celebra Alan Adler, presidente da IMM.

Stephanie Mayorkis, da EGG Entretenimento, Coprodutora do espetáculo ao lado da IMM complementa: “Estamos sempre em busca de títulos de interesse do público brasileiro e com nossas premissas: grandes musicais da Broadway produzidos com primeiro nível de qualidade. Foi assim com ‘My Fair Lady’, ‘Cantando na Chuva’ e ‘A Pequena Sereia da Disney’. E estamos seguros que será também com ‘Sunset Boulevard’, uma verdadeira obra-prima de Andrew Lloyd Webber sobre os bastidores de Hollywood com músicas lindíssimas, que irão merecer inclusive que a orquestra fique localizada no palco. Tanto que venceu 7 Tony Awards, inclusive Melhor Musical. Com tantos atributos, faz parte dos grandes clássicos da Broadway e não poderia deixar de ser visto no Brasil”, afirma.

Marisa Orth terá o desafio de viver Norma Desmond, uma estrela da era do cinema mudo que vive em sua mansão na Sunset Boulevard em um mundo de fantasia. Na Broadway e em Londres, o papel foi de Glenn Close, que arrebatou público e crítica, levando a estatueta de Melhor Atriz no Tony Awards pela performance. “Glenn Close, pra mim, é um ídolo. Trata-se de uma das maiores atrizes/ artistas e agora descubro também cantora, que nortearam a minha geração. É um sonho fazer um papel vivido por ela”, diz. E complementa: “Fazer ‘Sunset Boulevard’ é um desafio. Essa é a primeira palavra que me vem à mente. Um enorme desafio como atriz, como cantora, e, por isso, um enorme prazer. Se conseguir lograr o efeito de conduzir todo mundo comigo já vou ficar muito satisfeita”, afirma.

Daniel Boaventura será Max von Mayerling, mordomo de Norma, que na montagem original foi interpretado por George Hearn, também vencedor de um Tony pelo papel. “Será um personagem soturno, introspectivo, porém sua presença na estória é forte e esconde um grande segredo”, adianta. “Fazer parte de um musical de tão grande importância, sem dúvida, é motivo para celebração, mas a responsabilidade é também muito grande. ‘Sunset Boulevard’ representa um dos grandes sucessos do compositor Andrew Lloyd Webber”, comenta.

Marisa Orth por Daniel Boaventura: “Marisa Orth é a colega de cena perfeita. Este será meu segundo musical ao seu lado. Primeira coisa que me vem à mente é o quão franca, resolvida ela é. O quão parceira e de boa índole, educada, altruísta. Tudo flui na melhor das energias com Marisa. Isso sem contar no humor. Ela é realmente engraçada. Sem fazer força. Um talento genuíno aliado a uma inteligência privilegiada. Não posso deixar de destacar também o talento absurdo dela como atriz dramática. Tenho certeza que público ficará estupefato com a força cênica que ela trará para Norma Desmond”.

Daniel Boaventura por Marisa Orth: “Daniel Boaventura, pra mim, é sinal de qualidade em primeiro lugar. Amizade, porque é um cara que virou um dos grandes parceiros profissionais da minha vida. Professor, porque sabe tudo de musicais e é um cantor único.  E boas risadas, porque o cara é engraçado pra caramba. Eu estou muito feliz de trabalhar com ele novamente”.

A superprodução brasileira contará ainda com 28 atores/ cantores, além de uma orquestra de 16 músicos que se apresentarão no palco.


Foto: Marcos Mesquita

SUNSET BOULEVARD 
Equipe Criativa: 
Música de Andrew Lloyd Webber
Texto e Letras de Christopher Hampton e Don Black
Orquestração de David Cullen e Andrew Lloyd Webber

Baseado no filme de Billy Wilder 
Sunset Boulevard é apresentado por meio de um acordo especial com a The Really Useful Group
Direção Artística – Fred Hanson
Direção Musical – Carlos Bauzys
Coreografia e Direção de Movimento – Kátia Barros
Cenário – Matt Kinley
Figurino – Fause Haten
Design de Luz – Cory Pattak
Design de Som – Tocko Michelazzo
Design de Vídeo – Terry Scruby
Design de Peruca – Feliciano San Roman
Design de Maquiagem – Beto França

Versão Brasileira – Mariana Elisabetsky e Victor Mühlethaler
Produção Geral – Stephanie Mayorkis
Realização – IMM e Stephanie Mayorkis (EGG Entretenimento)

Elenco:
Marisa Orth como Norma Desmond
Daniel Boaventura como Max Von Mayerling
Julio Assad como Joe Gillis
Andrezza Massei como Norma Desmond (alternante)
Eduardo Amir como Max Von Mayerling (alternante)
Lia Canineu como Betty Schaefer
Bruno Sigrist como Artie Green
Sérgio Rufino como Cecil B. DeMille
Carlos Leça como Sheldrake e Max Von Mayerling (cover)
Arízio Magalhães como Manfred e Sheldrake (cover)
Abner Depret
Brenda Nadler
Dante Paccola
Ester Elias
Fábio Ventura
Giovana Zotti
Hellen de Castro
Jana Amorim
Juliana Olguin
Letícia Soares
Luana Zenun
Mau Alves
Nick Vila Maior
Rafael de Castro
Renato Bellini
Rodrigo Negrini
Thiago Lemmos
Vânia Canto

Sunset Boulevard – Baseado no filme de Billy Wilder, o espetáculo tem música de Andrew Lloyd Webber com letras de Christopher Hampton e Don Black; e orquestrações de David Cullen & Andrew Lloyd Webber.  No total, “Sunset Boulevard” recebeu 11 indicações ao Tony Awards e venceu 7:

Melhor Musical
Melhor Música Original - Andrew Lloyd Webber, Don Black e Christopher Hampton
Melhor Libreto de Musical - Don Black e Christopher Hampton
Melhor Performance de uma Atriz Principal em Musical - Glenn Close
Melhor Performance de um Ator Coadjuvante em Musical - George Hearn
Melhor Design Cênico - John Napier
Melhor Design de Iluminação - Andrew Bridge

Sinopse: O enredo gira em torno de Norma Desmond, uma estrela do cinema mudo, que vive presa a um passado glorioso. Ela mora em companhia do fiel e misterioso mordomo Max, em uma mansão na Sunset Boulevard, em Los Angeles. Quando o jovem e endividado roteirista Joe Gillis acidentalmente cruza seu caminho, ela vê nele a chance de realizar seu retorno às telas, enquanto ele é seduzido pela atriz e seu estilo de vida luxuoso. Envolvidos em um jogo de interesses e ilusão, eles vão descobrir que a fama pode custar mais caro do que eles imaginam.

SUNSET BOULEVARD: O espetáculo no Brasil é apresentado através de um acordo especial com a The Really Useful Group, com realização do Ministério da Cidadania, IMM Esporte e Entretenimento, EGG Entretenimento e Governo Federal.
Patrocínio master: Zurich Santander Brasil Seguros e Previdência
Patrocínio: Comgás
Apoio: Prosegur, Colgate, Drogaria São Paulo, Localiza, Estácio, OLX, Focus Energia e It's Informov.

Sobre o Teatro Santander
O Teatro Santander é considerado um dos mais modernos do mundo e o primeiro teatro multiuso de São Paulo, com quatro possibilidades diferentes de configuração, o que permite realizar no local desde shows musicais, desfiles de moda e eventos corporativos até grandes produções da Broadway sem a necessidade de qualquer adaptação. A versatilidade se deve ao exclusivo sistema de poltronas retrátil, que pode acomodar 1.100 pessoas sentadas ou até 1.800 espectadores em outros formatos. O Teatro Santander tem 13.000m2 de área construída e é o único teatro do país com 56 varas cênicas motorizadas.

Sobre a Zurich Santander Brasil Seguros e Previdência: A Zurich Santander Brasil é uma joint venture dos Grupos Zurich e Santander, dois dos maiores conglomerados do mundo nos setores segurador e financeiro. Foi criada em fevereiro de 2011, a partir de um acordo global em que a Zurich adquiriu 51% das operações de seguros do Santander no Brasil, México, Chile, Argentina e Uruguai e o Santander manteve 49% do capital da holding. A holding tem sede em Madri, Espanha. Atualmente, ocupa a 3ª posição do mercado brasileiro nos negócios de Vida e Previdência.

Sobre a IMM: A IMM é uma empresa brasileira que atua nas áreas de esporte, entretenimento e venda de ingressos. Na área de Esporte, a empresa produz eventos de grande porte e que fazem parte do calendário do país, os destaques são: Rio Open (maior torneio de tênis da América do Sul), o UFC, os jogos da NBA Global Games realizados no Brasil em 2013, 2014 e 2015 e possui participação na Go Cup, o maior torneio de futebol infantil da América Latina. Com ampla experiência nesta área, já produziu a regata de volta ao mundo Volvo Ocean Race e uma plataforma de eventos de golfe com chancela do PGA. Em Entretenimento, a empresa tem uma sociedade com a Rock World S.A, detentora da marca Rock in Rio e promove o Cirque du Soleil em suas turnês no Brasil. Desde 2015, conta com a área de Family Entertainment com foco em grandes musicais da Broadway, como o “My Fair Lady”, “Cantando na Chuva”, “A Pequena Sereia” e agora “Sunset Boulevard”.

A empresa é promotora também do evento gastronômico Taste of São Paulo, em sua terceira edição.  Recentemente, adquiriu o controle da São Paulo Fashion Week, passando a dispor também de mais uma poderosa plataforma de comunicação, que é o universo da moda. A IMM possui sua plataforma de ticketing – TUDUS, que é responsável pela venda de ingressos online e off-line para os eventos da empresa e de terceiros. A área conta com projetos importantes, como venda de ingressos para NBA, show Paul McCartney, Circuito Banco do Brasil, Rio Open e mais de 30 teatros entre Rio e São Paulo.
Em 2018, passou a figurar na lista das melhores empresas para trabalhar no Brasil. A certificação foi concedida pelo GPTW, consultoria especializada na área de gestão.

Sobre a EGG Entretenimento: Stephanie Mayorkis é sócia fundadora da EGG Entretenimento, empresa criada com objetivo  de apresentar ao público brasileiro produções teatrais, exposições e projetos de Performing Arts com alto nível de excelência. A empresa foi responsável pela realização de musicais de sucesso “My Fair Lady”, “Cantando na Chuva” e “A Pequena Sereia da Disney”; e as mostras “Exposição Corpo Humano – Real e Fascinante” e “Cérebro – O mundo dentro da sua cabeça”.

Sua experiência profissional inclui Lojas Americanas, Playcenter e TIME FOR FUN, empresa na qual durante 14 anos foi diretora e responsável por diversos projetos, como os espetáculos musicais “O Rei Leão”, “O Fantasma da Ópera, “Jesus Cristo Superstar”, “A Família  Addams”, “Mamma Mia!”, “Cats”, “Miss Saigon” e “Sweet Charity”; as turnês do Cirque du Soleil, Disney on Ice, Billy Elliot, Peter Pan; as exposições “Corpos Pintados” e “Leonardo da Vinci”, além do Sonar Sound Festival, entre outros.

FRED HANSON - DIREÇÃO ARTÍSTICA
Diretor Artístico do aclamado musical "Cantando na Chuva", com Claudia Raia e Jarbas Homem de Mello, indicado ao Prêmio Bibi Ferreira em 11 categorias, do qual venceu 5, incluindo Melhor Direção e Melhor Musical. Foi Sub-Chefe de Operações para as Cerimônias de Abertura e Encerramento das Olimpíadas e Paralimpíadas Rio 2016, e serviu como Location Producer para a ESPN na Copa do Mundo FIFA 2014 no Rio de Janeiro. Ele foi o Diretor Associado do musical "Pippin", remontando a produção da Broadway para a turnê dos EUA. Aqui no Brasil, ele já dirigiu produções de "Baby, o Musical", "O Médico e o Monstro" e "Miss Saigon" (remontagem da Broadway). Fred fez parte da primeira equipe de produção da Cameron Mackintosh nos EUA, trabalhou nas produções originais da Broadway de "Les Misérables", "O Fantasma da Ópera", "Miss Saigon" e também nas várias turnês americanas desses espetáculos, trabalhando como Supervisor de Produção, Diretor Associado e Produtor Executivo. Ele foi o Diretor Associado e Produtor Executivo da primeira remontagem de "Les Misérables" na Broadway. Fred foi o Diretor Associado de Nicholas Hytner em "Miss Saigon" na Broadway e na produção de "Carousel" do Lincoln Center Theater, além de encenar ambos os espetáculos nas turnês americanas. Dirigiu a turnê nacional de Oklahoma nos EUA (baseado na produção da Broadway de 2002). Dirigiu novas versões de "Miss Saigon" e "Les Misérables" para o St. Louis Muny, e dirigiu uma grande nova encenação de "Les Misérables" (cenografia por Matt Kinley) em Washington, Atlanta, Kansas City e Houston, Texas. Ele já trabalhou em muitas produções da Broadway e nas Turnês Nacionais nos EUA. Internacionalmente, dirigiu "Miss Saigon" em Tóquio em 2004 e 2008. Trabalhou durante três temporadas na equipe de produção do Lyric Opera of Chicago e do San Francisco Opera. Ele vive em Nova York e Rio de Janeiro.

CARLOS BAUZYS - DIREÇÃO MUSICAL
Diretor musical e Maestro de diversos espetáculos musicais em São Paulo e Rio de Janeiro, destacando: "Peter Pan", "Os Produtores", "Cantando na Chuva", "O Homem de La Mancha", "Rio Mais Brasil – O Nosso Musical", "Cinderella de Rodger & Hammerstein", "Nuvem de Lágrimas", "A Madrinha Embriagada", "Alô Dolly", "Grey Gardens", "Xanadu" e "A Gaiola das Loucas". Foi também regente e maestro responsável de "Hairspray" e "Sweet Charity". Por "Cantando Na Chuva", foi indicado na categoria Melhor Direção Musical ao Prêmio Bibi Ferreira 2018 e ao Prêmio Reverência 2018. Por "Rio Mais Brasil", foi indicado juntamente com Daniel Rocha, na categoria Melhor Arranjo Original ao Prêmio Bibi Ferreira 2018. Por "Cinderella de Rodger & Hammerstein", foi indicado na categoria Melhor Direção Musical ao Prêmio Bibi Ferreira 2016 e ao Prêmio Botequim Cultural 2016. Vencedor do Prêmio Bibi Ferreira 2015 na categoria Melhor Direção Musical, por "O Homem de La Mancha". Por "A Madrinha Embriagada", foi indicado a Melhor Direção Musical no Prêmio Bibi Ferreira 2014. Compositor e diretor musical dos musicais "O Pífaro", "Aladdin", "O Silêncio em Apuros" e "Kin Con Krof". Codiretor Musical do grupo Barbatuques nos CDs e shows "Ayú", "Barbatuques 20 anos" e "Só Mais um Pouquinho". Diretor musical e arranjador do espetáculo de sapateado "Tap&Tom", realizado em New York, 2017 e 2018. Compôs, produziu e dirigiu também trilhas para teatro, circo e cinema, trabalhando em importantes grupos de São Paulo, destacando Parlapatões, Lê Plat du Jour, Pia Fraus e Fractons. Bacharel em Composição e Regência pelo Instituto de Artes da UNESP. Foi Coordenador da Área de Música do Projeto Educacional do SESI-SP em Teatro Musical, nos anos de 2014 e 2015.

KÁTIA BARROS - COREOGRAFIA E DIREÇÃO DE MOVIMENTO
Renomada Coreógrafa e Diretora de movimento no seguimento de teatro musical. Entre seus principais trabalhos estão "Cantando na Chuva" pelo qual recebeu os prêmios Imprensa Digital 2017, Broadway Word Brasil e o prêmio Reverência 2018, "O Homem de La Mancha" com o prêmio Bibi Ferreira, "A Madrinha Embriagada", "Vingança", "O Médico e o Monstro", "Annie", entre outros. Diretora da Remontagem do Musical "Chaplin" em 2018 e presente jurada nos maiores Festivais de dança do País.

MATT KINLEY - CENÁRIO
Matt se formou no curso de design do Motley Theater em 1994 e depois de passar a próxima década trabalhando no National Theatre em Londres, como designer, designer associado e desenhista. Depois de deixar o nacional em 2003, Matt trabalhou no teatro comercial, desenvolvendo muitas produções grandes e adaptando-as para turnê. Como parte de uma longa parceria de trabalho com Cameron Mackintosh, Matt inicialmente adaptou a encenação original de "My Fair Lady" e também a nova versão de "Mary Poppins", que excursionou internacionalmente desde sua criação em 2007. Em 2009, ele foi convidado para redesenhar "Les Misérables" para sua produção de 25 anos como uma turnê pelo Reino Unido. O sucesso da nova encenação assistiu a produções subsequentes em todo o mundo e culminou com a produção da Broadway em 2014. Matt também projetou os concertos de 25 anos de "Les Misérables" na O2 Arena e "O Fantasma da Ópera" no Royal Albert Hall. Em 2013, Matt foi convidado para trabalhar com Totie Driver como co-designer e reconstruir "Miss Saigon" antes de seu renascimento em Londres no Prince Edward Theatre em 2014 e recente transferência para a Broadway este ano. As produções recentes incluem: "The Phantom of the Opera", "Dear World", "Man of La Mancha", "Broadway to the Bay", "Oliver!", "Sunday in the Park with George", e mais recentemente "Chess".

FAUSE HATEN - FIGURINO
Fause Haten é um artista interdisciplinar. Conhecido no mundo da moda, foi o primeiro brasileiro a desfilar nas semanas de moda de NY e Milão, abrindo portas para o brasil ser descoberto pelo mercado mundial. É ator, performer, escreve, dirige e compõe para teatro. Formado pela Escola de Teatro Celia Helena, desenvolve sua obra nas artes cênicas e plásticas. Vem se destacando e sendo premiado em figurinos de grandes musicais, óperas e espetáculos dança. Com um grande entendimento da caixa cênica e da construção de roupas, já tem mais de 70 espetáculos em seu currículo. Nos últimos 10 anos, seus desenhos têm complementado as obras de grandes diretores como: Fred Hanson, Charles Moeller, Miguel Falabella, Caetano Vilela, Paulo Gustavo,Elias Andreato, André Guerreiro Lopes, Marcelo Lazzaratto, Rafael Gomes, Christiane Jatahy.

CORY PATTAK - DESIGN DE LUZ
Seus créditos em Nova York incluem "Stalking the Bogeyman" (New World Stages), "Revolution in the Elbow…" (Minetta Lane), "Happy We’ll Be" (Roseland), "Handle with Care" (Westside Downstairs), "Skippyjon Jones" (Theatreworks USA), "Freddie Falls in Love" (Pershing Square), "This Side of Paradise" (St. Clements), "Unlocked", "Nymph Errant", "With Glee", "The Blue Flower" (Prospect Theatre). Regionais: "Weston Playhouse", "Old Globe", "Portland Stage", "Goodspeed", "KC Rep", "Maltz Jupiter", "Cap Rep", "Syracuse Stage", "Indianapolis Opera", "Bristol Riverside", "Tuacahn Amphitheater", "Arkansas Rep", "Northern Stage", "Engeman Theatre and the National Tour of Flashdance". Internacionais: "Letters to Santa Clause" (Misi Producciones, Bogatá Colombia.) Associado/Assistente: "Newsies", "Peter and the Starcatcher", "A Time to Kill", "An Evening with Patti Lupone & Mandy Patinkin", "The Story of My Life", "Irena’s Vow" (Broadway), "Heathers" (Off-Bway), "Band Geeks", "How to Succeed…" (Goodspeed), "Daddy Long Legs" (Off Bway/London), "Lost in the Stars", "Paint Your Wagon" (Encores!), anfitrião e criador de "In 1: the podcast", apresentando entrevistas com Designers de Teatro.

TOCKO MICHELAZZO - DESIGN DE SOM
Formado pelo IAV e Meyer Sound (desenho de sistemas), há 18 anos trabalha em teatro musical. Como designer assinou produções como “A Pequena Sereia “(Disney),  “Cantando na Chuva”(vencedor prêmio Bibi Ferreira 2018), “Hebe - o musical“, “Alegria, Alegria”(Indicado ao Prêmio Bibi Ferreira 2017), "My Fair Lady 2016”(Vencedor dos Prêmios: Bibi Ferreira, Reverência e Musical Cast), "Gabriela - O Musical" (Indicado ao Prêmio Bibi Ferreira 2016), “Raia 30”, “Chaplim”, “Crazy For You”(Indicado ao Prêmio Bibi Ferreira 2014), “Cabaret”, entre outras. Como Operador esteve à frente dos musicais como “Chicago”, “O Fantasma da Ópera”, “Miss Saigon”, “ A Bela e a Fera”, “Cats”, “Mamma Mia!”.

TERRY SCRUBY - DESIGN DE VÍDEO
Terry projetou cenários de vídeo para apresentações no Oscar, no Grammy Awards, no Glastonbury Festival e no The Brit Awards, e teve muito orgulho de fazer parte da equipe de vídeo do Eurovision Song Contest 2016. Frequentemente trabalhando com artistas do mais alto gabarito, ele criou vídeos para as turnê Muse, Ariana Grande, U2, Os Rolling Stones, Led Zeppelin, Elton John, Miley Cyrus, Take That, Robbie Williams e, mais recentemente, Phil Collins. Ele também criou para apresentações de eventos especiais para lendas da música, como Adele, Rihanna e U2. Além das turnês, ele cria vídeos musicais, vídeos com letras, efeitos visuais e animação promocional para a própria indústria da música, e já trabalhou com Queen, Ed Sheeran, Niall Horan e The Wombats.

FELICIANO SAN ROMAN - DESIGN DE PERUCA
Especializado em  design de perucas e maquiagem e com 26 anos de carreira, estudou e especializou-se em Buenos Aires, Madrid, Berlim e Milão. Trabalhou nos espetáculos “A Bela e a  Fera”, “O Fantasma da Ópera”, “Chicago”, “Les Miserables”, “West Side Story”, “My Fair Lady”, “Evita”, “Cabaret”, “Mamma Mia!”, “O Rei e Eu”, “Priscilla – A Rainha do Deserto”, “Wicked”, “Cats”, “Jesus Cristo Superstar”, “Cantando na Chuva”, “A Pequena Sereia”, da Disney, “A Bela Adormecida” para o balé clássico de Melbourne, na Austrália. Em 2004 foi convidado para formar parte da equipe criativa da Disney Theatrical Musical no espetáculo “A Bela e a Fera”, em Seoul (Coreia do Sul). Trabalhou também na estreia mundial de  "O Médico", em Madrid; no Theatro São Pedro, com a Ópera Sonho de uma Noite de Verão; e a estreia de “A Bela e A Fera” em Bogotá, na Colômbia. Trabalhou para as produtoras: IMM, Takla Produções, Raia Produções, Black & Red Produções T4F Brasil , T4F Argentina , Ocesa México, Zemiro Productions (Seoul Coreia do Sul) e Misi Producciones.

BETO FRANÇA - DESIGN DE MAQUIAGEM
De origem paulistana é um dos principais designers de caracterização do Brasil desde 1990. Responsável pelo criativo de maquiagem para Teatro, Ópera,  Musical, Show, Cinema, Tv, além de Educador; Visagista, Personal Beauty; Maquiador Publicitário, Artístico e Efeitos Especiais. Pós graduado em Artes Visuais e Cênicas (Fac.Belas Artes). Especializou-se em maquiagem pelo SENAC SP, Academia Stick Art Studio Makeup Forever Barcelona,  Makeup Designor’s School (New York e L.A.). Colecionador de vários prêmios com destaque para 2 Prêmios Avon Color (2003 e 2004), 2 Prêmios Cabelos & Cia, 3 Hair Brasil. Curador Prêmio Avon de Maquiagem entre  2013 à 2017. Alguns de seus principais trabalhos: “O Leão no Inverno”, “Mágico de Oz”, “Branca de Neve”, “Peter Pan”, “Enlace”, “Tim Maia” (SP), “Tempo de Viver”, “Mephistopheles”, “Jornada de um Imbecil”, “Cavalo na Montanha”, “Com amor, Brigitte”, Óperas “La Traviata”, “O Cavaleiro e a Rosa”,

MARIANA ELISABETSKY - VERSÃO BRASILEIRA
Mariana Elisabetsky tem uma carreira de mais de vinte anos que envolve atividades de atriz, cantora, apresentadora de TV, locutora, dubladora, roteirista e versionista/tradutora de teatro musical e cinema. Como versionista da Disney, foi responsável pelas adaptações das canções de todos os filmes e séries dos últimos três anos. Fez a versão brasileira dos musicais “Meu Amigo, Charlie Brown” e “Rent”. Em parceria com Victor Mühlethaler, versionou para o português os musicais: “Wicked”, “Cantando Na Chuva”, “A Pequena Sereia”, “Billy Elliot”, além de atualizar o script de “O Fantasma da Ópera”. Foi roteirista dos programas de TV: “Mais Cultura”, “Quintal da Cultura”, “Grandes Pequeninos Chefs”, “Bubu” e as “Corujinhas”, de sua série original “Rádio Zoo” e do programa “Cultura, O Musical”.

VICTOR MÜHLETHALER - VERSÃO BRASILEIRA
Diretor formado pela ECA/USP, é também dramaturgo, compositor, letrista e ator. Iniciou sua carreira em musicais como co-versionista de “Evita”. Trabalhando solo, foi versionista de “Zorro”, “Fame” e “Nas Alturas”. Em parceria com Mariana Elisabetsky, assinou as versões brasileiras de “Wicked”, “Cantando na Chuva”, “A Pequena Sereia da Disney”, “O Fantasma da Ópera” (Atualização de Script), “Billy Elliot”, “Sunset Boulevard” e “A Escola do Rock”, que estreia em agosto de 2019.

STEPHANIE MAYORKIS - PRODUÇÃO GERAL
Uma das mais reconhecidas empresárias e produtoras de Musicais na América Latina com quase 20 anos de sólida experiência na indústria de entretenimento ao vivo, é graduada em Administração, com MBA pela Fundação Getúlio Vargas e Executive Development Program pela Kellogg School of Management (EUA). Em 2015, criou a EGG Entretenimento com o intuito de produzir Musicais da Broadway de primeira linha e Family shows para os mercados do Brasil e da América do Sul. Paralelamente juntou-se à IMM – Esporte e Entretenimento, onde é Diretora de Teatro e Family Shows. Entre 2016 e 2018 co-produziu em parceria com a IMM atrações  de grande sucesso de público e crítica: “A Pequena Sereia” da Disney, com Tiago Abravanel e direção de Lynne Formato, “Cantando na Chuva”, com Cláudia Raia e direção de Fred Hanson (2017), e “My Fair Lady”, com Paulo Szot e direção de Jorge Takla (2016). Atualmente produz o musical “Sunset Boulevard” (atual produção), com Marisa Orth e Daniel Boaventura e direção de Fred Hanson. Como Diretora da IMM Esporte e Entretenimento, está a frente da atual turnê brasileira de OVO, do Cirque du Soleil; e foi responsável pela volta do Cirque du Soleil com o espetáculo Amaluna (2018). Trabalhou ainda por 14 anos na TIME FOR FUN, como Diretora de diferentes áreas, entre elas Tickets, Projetos Especiais, Teatro, Exposições, Perfoming Arts e Novos Negócios. Nesse período, foi responsável por diversas produções de imenso sucesso, como: “Mudança de Hábito” (2015); “O Rei Leão”, da Disney (2013 e 2014), “Jesus Cristo Superstar” (2014), “A Família Addams”(2012), Billy Elliot” (2013), “Mamma Mia!”(2010 e 2011), “As Bruxas de Eastwick” (2010), “Cats” (2010), “Peter Pan” (2007), “Miss Saigon” (2007), “O Fantasma da Ópera” (2006 e 2007), “Sweet Charity” (2006), além das turnês sul-americanas de “Corteo” (2013 e 2014) e “Varekai”(2011 e 2012), do Cirque du Soleil.

MARISA ORTH -  NORMA DESMOND
Ao longo dos seus 35 anos de carreira, sua atividade profissional estendeu-se pelas áreas de: teatro musical, televisão, cinema e a música, tanto em shows como na gravação de discos. Entre seus principais trabalhos estão as participações em novelas: “Rainha da Sucata”, “Deus nos Acuda”, “Agora É que São Elas”, “Bang Bang”, “Sangue Bom”, “Haja Coração” e “Tempo de Amar”, todas na Rede Globo de Televisão; Participou também de vários programas de humor, todos na Rede de Globo, a saber: “TV Pirata”, “Sai de Baixo”, “Toma Lá, Dá Cá”, “Os Aspones”, “S.O.S Emergência”, “Macho Man”, “Edifício Paraíso”, entre outros. No teatro atuou em vários espetáculos, entre eles: “Fica Comigo esta Noite”, “Seis Personagens à Procura de um Autor”, “O Que o Mordomo Viu”, “Musical Família Addams”, “O Inferno Sou Eu”, “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos”, e outros. Há dezenove anos é diretora fundadora da Escola Spectaculu para jovens de baixa renda da cidade do Rio de Janeiro, já tendo gerado mais de 6.000 empregos.

DANIEL BOAVENTURA - MAX VON MAYERLING
Daniel Boaventura tem uma consolidada carreira no teatro musical, na televisão e nos palcos de shows. Entre suas principais participações em novelas estão: “Laços de Família” (2000), “Amor e Ódio” (2001), “Kubanacan” (2003), “Essas Mulheres” (2005), “Malhação” (2006), “Cama de Gato” (2009), “Passione” (2010) e “Guerra Dos Sexos” (2012). Participou também de vários musicais, como “Os Cafajestes” (1993), “Company” (2000), “Vitor ou Vitória” (2000), “O Grande Dia” (2001), “A Bela e a Fera” (2002), “Chicago” (2003), “My Fair Lady” (2006), “Evita” (2011), “A Família Addams” (2012), “Peter Pan” (2018), já chegando a ganhar três vezes o Prêmio Qualidade Brasil. Em 2009 se lançou como cantor com o álbum Songs 4U e, no ano seguinte, lançou seu segundo CD, Italiano. Atualmente está lançando seu novo DVD gravado ao vivo em Moscou, com mais de setenta músicos da Russian Philharmonic – Moscow City Symphony.

JULIO ASSAD - JOE GILLIS
Atua em espetáculos de grande importância no cenário teatral brasileiro, há cerca de quinze anos. Foi considerado pela imprensa especializada entre os dez maiores atores cantores de teatro musical do país. As grandes produções das quais participou, incluem: “Chaplin - O Musical”, “Cantando na Chuva”, “O Homem de La Mancha”, “Jesus Cristo Superstar”, “A Gaiola das Loucas”, “Miss Saigon”, “Hairspray” e “Cabaret” como antagonista. Protagonizou “Cats” e “Os Dez Mandamentos”. Compôs o Grupo TAPA de Teatro por cerca de sete anos, onde exerceu as funções de ator, preparador vocal e diretor musical.

ANDREZZA MASSEI - NORMA DESMOND (ALTERNANTE)
Ganhadora dos prêmios Bibi Ferreira, Reverência, Destaque Imprensa Digital por sua interpretação de Mme Thenardier em Les Misérables (2018), Andrezza tem uma sólida e reconhecida carreira no teatro musical brasileiro. Entre seus últimos trabalhos estão: “A Pequena Sereia”, “We Will Rock You”, “Wicked”, “Mamma Mia!” e “Priscilla a Rainha do Deserto”. Foi preparadora vocal dos espetáculos: “Baobá”, “Aída de Tim Rice e Elton John”, “Peter Pan” e “Sweet Charity”. Foi professora auxiliar do Maestro Abel Rocha nas aulas de Ópera Studio na FAAM. Realizou montagens acadêmicas como diretora musical e vocal coach na Casa de Artes Operária. Atua em Jingles, locuções e dublagem, entre elas a animação “Vampirina” e “O Retorno de Mary Poppins”.

EDUARDO AMIR - MAX VON MAYERLING (ALTERNANTE)
Bacharel em Música/Canto pela UFRJ, cursou Mestrado na UNESP sob orientação de Martha Herr. Estudou com Victor Prochet e em Nova Iorque com Catherine Green e Yelena Kurdina. Ator formado pela CAL RJ, recebeu o V Prêmio Coca-Cola de Teatro por Tartufo. Participou como solista, como ator e cantor, em mais de 60 produções de óperas, musicais, peças de teatro e concertos no Brasil e no exterior. Dublou personagens em longas-metragens de animação para cinema como o Sebastião de “A Pequena Sereia II”, “Rasputin de Anastasia”, “O Rei Arthur de “A Espada Mágica”, Ramsés do “Príncipe do Egito” e o Rei de “O Rei e Eu”.

SERVIÇO
Temporada: de 22 de março a 07 de julho de 2019
Local: Teatro Santander 
Endereço: Complexo do Shopping JK Iguatemi - Av. Juscelino Kubitschek, 2041 - Itaim Bibi - SP
Datas e horários: quintas e sextas, às 21h; sábados, às 17h e 21h; e domingos, às 15h e 19h
Classificação etária: livre, menores de 12 anos acompanhados (A determinação da classificação etária poderá a qualquer momento ser alterada pelo Juiz de Direito da Vara da Infância e Juventude da Comarca de São Paulo - SP)
Capacidade: 959 lugares
Duração: 2h30min (com intervalo de 15 minutos)
Ingressos: a partir de R$37,50

PREÇOS VÁLIDOS PARA TODAS AS SESSÕES
FRISAS BALCÃO e BALCÃO B
R$ 37,50 - Meia-entrada | R$ 75,00 - Inteira
BALCÃO A
R$ 80,00 - Meia-entrada | R$ 160,00 - Inteira
FRISAS PLATEIA SUPERIOR
R$ 120,00 - Meia-entrada | R$ 240,00 - Inteira
PLATEIA SUPERIOR
R$ 120,00 - Meia-entrada | R$ 240,00 - Inteira
PLATEIA VIP
R$145,00 - Meia-entrada | R$290,00 - Inteira

BILHETERIA OFICIAL – SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA
Teatro Santander (Complexo do Shopping JK Iguatemi - Av. Juscelino Kubitschek, 2041 - Itaim Bibi - SP) domingo a quinta: 12h às 20h ou até início do espetáculo. Sexta e sábado: 12h às 22h
VENDA PELA INTERNET – SUJEITO A COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA
ingressorapido.com.br

VENDA A GRUPOS: grupos-entretenimento@immbr.com

Confira as redes de Sunset Boulevard - Musical:
instagram.com/sunsetboulevardmusical
facebook.com/sunsetboulevardmusical

Próximas postagens → Página inicial
Tecnologia do Blogger.