Lojinha do Resenhando.com no Shopee tem variedade

Visite a lojinha do Resenhando.com!

domingo, 21 de fevereiro de 2021

.: Por que 1984 é um ano emblemático no universo da cultura pop?


De George Orwell à Mulher Maravilha, 1984 é um ano de acontecimentos importantes.

O ano de 1984 é um ícone que serviu de inspiração para muitas obras - como a distopia homônima de George Orwell (que ganhou uma edição especialíssima lançada pela Companhia das Letras), e o filme Mulher-Maravilha "1984", recém-estreado nas plataformas digitais para venda e/ou locação. Apesar de ser uma aventura de ficção, o enredo da super-heroína usa como plano de fundo um momento histórico que realmente afligia a todos: a Guerra Fria.

O ano também inspirou a nona temporada da série de televisão American Horror Story, do FX. "1984", de Ryan Murphy, estreou em 18 de setembro de 2019, muito influenciada pelos clássicos filmes de terror slasher dos anos 1980, tendo como exemplos filmes clássicos como "A Hora do Pesadelo" e Sexta-Feira 13.

No mundo real, o Brasil fervia com os comícios das Diretas Já, movimento civil contra a ditadura militar. O ano também marcou a inauguração do sambódromo do Rio de Janeiro, com o primeiro desfile das escolas de samba, e a estreia de Ayrton Senna na Fórmula-1 no Grande Prêmio do Brasil, disputado em 25 de março.

No segmento tecnológico, em 1984  temos um dos principais avanços com o lançamento do Macintosh, o primeiro computador pessoal, que foi apresentado em campanha transmitida durante o Super Bowl XVIII. No mesmo ano foi lançado o CD-player, que revolucionou o mercado fonográfico. Quando falamos de música, o início do ano foi maravilhoso para Michael Jackson, que batia o recorde de vitórias no Grammy pelo disco "Thriller", lançado em 1982. 

Foi em 1984  que também aconteceu o primeiro MTV VMA, no qual Madonna se produziu com um vestido de noiva e protagonizou a histórica performance da música "Like a Virgin", mas perdeu o prêmio de melhor clipe feminino para Cyndi Lauper, com seu "Girls Just Wanna Have Fun", também excelente.

Filmes icônicos como "Os Caça-Fantasmas", "Indiana Jones", "Gremlins" e "O Exterminador do Futuro" chegavam aos cinemas. A cerimônia do Oscar de 1984  nomeou o longa "Laços de Ternura" como grande vencedor do ano.

Muitas outras coisas aconteceram durante o ano - e todos podem ter um gostinho da 1984 vivida por Diana Prince no filme "Mulher-Maravilha 1984". Para saber como ela salva o mundo e enfrenta os novos inimigos Max Lord e Mulher-Leopardo alugue ou compre a produção nas principais plataformas digitais on demand como Apple TV, Claro, Google Play, SKY Play, VIVO Play e Uol Play. "Mulher-Maravilha 1984" já está disponível nas versões dublada e legendada.

.: "Mambo Man - Guiado pela Música" estreia no Cinema Virtual


Premiado internacionalmente, filme chega com exclusividade à plataforma na próxima quinta-feira, 25 de fevereiro.

O filme "Mambo Man - Guiado Pela Música" estreia no  Cinema Virtual na próxima quinta, dia 25 de fevereiro. O longa chega com exclusividade à plataforma, que segue o padrão dos cinemas físicos e tem feito lançamentos semanais às quintas feiras. Com produções de diferentes gêneros e países, o Cinema Virtual leva filmes a todo Brasil, inclusive a muitas cidades que ainda não contam com salas de exibição.

Inspirado em uma história real, o filme recebeu mais de 50 prêmios em festivais de cinema internacionais.  Embalado por uma trilha sonora envolvente com participações de músicos cubanos renomados em performances ao vivo, “Mambo Man – Guiado pela Música” conta a trajetória de JC, um homem atencioso que só quer sustentar sua família e amigos, por isso acaba buscando um acordo que possa mudar sua vida para melhor. Assista aqui ao trailer. Confira cartaz e sinopse:

Baseado em uma história real. Nascido no comunismo, JC é um peixe grande em um lago pequeno, um produtor musical, fazendeiro e pequeno traficante que vive de sua inteligência e imaginação. Por trás da personalidade piadista de JC está um homem atencioso. Ele não é ganancioso, ele só quer sustentar amigos e família e escapar da existência precária. Um telefonema inesperado oferece a chance de fazer fortuna e mudar sua vida para sempre, então ele aposta tudo em um negócio que parece ser bom demais para ser verdade.

Artistas lendários da música cubana como Candido Fabre, Alma Latina, o ganhador do Grammy Eliades Ochoa (Buena Vista Social Club), Juan de Marcos Gonzalez (Afro-Cuban All Stars), David Alvarez e outros participam da trilha sonora, reforçando o exótico ambiente do interior de Cuba, onde JC faz malabarismo com várias pequenas empresas com diferentes graus de sucesso. Como promotor musical local, por exemplo, ele entretém os turistas visitantes com talento. Como agricultor, luta com uma estação de cultivo árida e máquinas quebradas. Sempre em busca de oportunidades, depara-se com uma que coloca em risco tudo que já conquistou. 

Direção: Edesio Alejandro e Mo Fini. Elenco: Alejandro Palomino, David Parez, Héctor Noas,  Idolka de Erbiti, Julio Cesar Llamos, Mo Fini, Yudexi De La Torre Mesa

.: Bon Jovi apresenta o videoclipe oficial do hit "Story of Love"


Bon Jovi disponibilizou o videoclipe de seu mais recente hit, “Story Of Love”. Fiel à letra, o vídeo traz um olhar profundamente pessoal sobre a família do compositor Jon Bon Jovi, mostrando parte de sua vida com fotos de sua família e vídeos caseiros nunca antes apresentados. “Embora eu tenha escrito ‘Story of Love’ sobre minha família, espero que quando as pessoas ouvirem a música e assistirem ao vídeo elas vejam a si mesmas e suas famílias”, disse Jon Bon Jovi.

O single faz parte de seu último álbum, “2020” o 15º de estúdio da banda, que foi aclamado pela crítica americana. O novo disco é um trabalho completo, com muita amplitude e profundidade de composição. Com o advento da pandemia, o trabalho acabou ganhando duas novas canções, “American Reckoning” e “Do What You Can”, que abordam alguns eventos dos EUA, como a surpreendente morte de George Floyd e o movimento nacional que se seguiu pela igualdade racial.

Bem conhecido por seu extenso trabalho filantrópico, Jon passou os primeiros dias e semanas da quarentena com sua esposa, Dorothea, ajudando a alimentar os necessitados em seu JBJ Soul Kitchen Community Restaurant, em Red Bank, New Jersey.

Bon Jovi - "Story of Love" (videoclipe)


.: As cinco principais tradições italianas que caíram no gosto dos brasileiros


Atualmente, quase 35 milhões de ítalo-brasileiros vivem em terras brasileiras.

Conhecer as tradições italianas é crucial para o total entendimento de diversos aspectos sociais e culturais brasileiros, afinal o Brasil é um dos países com mais imigrantes italianos do mundo. Atualmente, quase 35 milhões de ítalo-brasileiros vivem em terras verde-amarelas.

Devido à importância dessa influência, o Dia Nacional do Imigrante Italiano ganhou uma data: 21 de fevereiro, dia em que o Vapor "La Sofia" atracou no Brasil com as primeiras famílias vindas diretamente do país da bota. “O Dia Nacional do Imigrante Italiano é, também, um grande marco emocional no coração dos descendentes de italianos. É a história de muitas famílias, inclusiva da minha”, conta Renata Bueno, presidente do Instituto Cidadania Italiana.

“Meu avô, Alberto Brustolin, deixou Treviso em 1920 e veio para o Brasil na intenção de poder oferecer uma boa condição de vida para toda a família”, relembra. Com tantos imigrantes, os costumes da Itália chegaram para ficar. Entre as principais tradições que caíram no gosto dos brasileiros estão a gastronomia, a arquitetura, a língua, as festas e a cultura familiar. Conheça mais sobre a história de cada um desses itens na lista que preparamos para você.


1. Gastronomia
Muitos pratos têm origem italiana, tais o gnocchi, o fettuccine, a pizza, a lasanha e muitas outras delícias. Além disso, foi tão somente após a imigração que se passou a cultivar verduras e fubá nos quintais para consumo familiar e venda. O uso de embutidos, como calabresas e mortadelas, também é proveniente dos italianos.


2. Arquitetura
Os navios que chegavam da Itália vinham não somente com trabalhadores, mas construtores também, que traziam consigo os ideais arquitetônicos italianos: casinhas estreitas, feitas de pedra ou madeira. Esse estilo de arquitetura é bastante presente no Sul do Brasil, principalmente.


3. Língua
Uma das tradições mantidas pelos italianos aqui no Brasil é o famoso “tchau”, que tem origem da palavra “Ciao”, utilizada na Itália como uma saudação informal. Outras palavras de origem italiana são: alarme, artesão, banquete, cascata, festim, gazeta, maestro, máfia, panetone, polenta, soneto, trampolim e violino. E ainda temos o “Talian”, uma língua reconhecida oficialmente no Brasil, que é muito falada em colônias italianas de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.


4. Família
Na tradição italiana, família é muito mais que apenas o pai, a mãe e os filhos. Ela se estende para os tios, tias, primos, avós, cachorro, gato e papagaio. Além disso, as famílias têm o costume de se reunir com frequência, em encontros regados a muita comida e, claro, um bom vinho.


5. Festas
Nas festas tradicionais que acontecem nas diferentes cidades do Brasil, é possível celebrar a cultura italiana por meio de música, dança, religião, culinária e muita conversa. Alguns exemplos são: Festitália de Blumenau, em Santa Catarina, a Festa de Nossa Senhora Achiropita, em São Paulo, a Festa Tradicional Italiana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, e a Festa Nacional da Uva de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.

.: Série documental de Paulinho Moska "Tu Casa Es Mi Casa" na HBO Mundi


"Tu Casa Es Mi Casa", série documental sobre o renomado cantor e compositor brasileiro Paulinho Moska, tem episódios semanais toda segunda-feira, às 20h, no canal HBO Mundi e na HBO GO. Em cada um dos 12 episódios, Moska percorre um país latino-americano e entrevista personalidades da arte e da ciência, a partir das quais compõe canções que celebram nossas raízes.

A América Latina é muito mais do que suas tradições locais. No continente todo, há numerosos artistas, compositores, pensadores e cientistas que exploram ideias novas e ousadas. Paulinho Moska é um compositor brasileiro popular e carismático que recruta esses talentos para compor canções novas e emocionantes que celebram o potencial dos nossos países.

Em "Tu Casa Es Mi Casa", personalidades populares em cada país se unem a Moska na busca de razões para prever um grande futuro para o nosso continente. Além das esperadas canções, esses encontros resultam em interpretações visuais das conquistas de cada lugar, que Paulinho tatuará no próprio corpo, como prova do seu compromisso e entusiasmo por essas ideias. O projeto revela uma América Latina moderna e contemporânea. É uma série emocionante e mobilizadora, que contempla contribuições latinas para as mudanças globais.

"Tu Casa Es Mi Casa" é uma ideia original de Pablo Casacuberta, Marcelo Braga e Paulinho Moska. Tem produção executiva de Marcelo Braga, contribuição científica e conteúdos do GEN Centro de Artes y Ciências, apresentação e direção de Paulinho Moska. Uma produção da Santa Rita Filmes.

Entre as personalidades entrevistadas nos 12 episódios de "Tu Casa Es Mi Casa" se destacam:

Montevidéu: Roberto Musso, cantor da famosa banda de rock "El Cuarteto de Nos", e Bettina Tassino, uma cientista que explicará como funcionam o ritmo circadiano e o mecanismo interno que regula o estado de alerta e o sonho.

Buenos Aires: Kevin Johansen, um cantor e compositor nascido no Alaska, combina uma forma muito argentina de se expressar e ironizar com um olhar estrangeiro e cosmopolita.

Santiago: Camila Moreno, uma cantora e compositora que conquistou o público com uma visão complexa e contemporânea, recentemente se tornou uma das artistas mais populares do Chile.

Rio de Janeiro: Antonio Bokel, um artista que combina a arte urbana e popular com ideias contemporâneas.

Bogotá: Miguel Cárdenas, um artista bem-sucedido que divide seu tempo entre a Colômbia e os Estados Unidos, construiu uma obra em que a botânica e a zoologia estão sempre presentes.

Lima: O cientista William Trujillo, nascido em uma região de fortes tradições indígenas, explicará um esforço conjunto recente de profissionais peruanos e dinamarqueses para gerar um sistema de detecção precoce e a baixo custo da dengue em pacientes de comunidades remotas nas montanhas.

Quito: César Paz-y-Miño, um geneticista que há décadas se dedica a divulgar como as culturas indígenas das Américas manipulavam o genoma de espécies há milênios.

La Paz: A vida noturna da cidade é o âmbito ideal para conhecer os morcegos urbanos, tendo como guia sua principal pesquisadora, Kathrin Barboza, e descobrir não só que são inofensivos, mas que a saúde e produção agrícola dependem da contribuição deles.

Cidade do Panamá: María Raquel Cochez, uma artista que dedicou sua carreira a questionar os padrões de beleza e expectativas que pressionam as mulheres.

San José: Luis Montalbert, um cantor com um toque do rock dos anos 70, nos apresenta ao modo de pensar de um povo reflexivo, o único na América Latina a abolir o Exército e a destinar à cultura a verba antes usada para a defesa da Costa Rica.

Cidade do México: Tamara Rosembaum, uma cientista que estuda os mecanismos físicos por meio dos quais o cérebro percebe o calor e a dor, e sua relação com um elemento central da cultura culinária mexicana: os temperos picantes.

Cidade da Guatemala: Marilyn Boror, que por meio da arte contemporânea, trabalha para recuperar a contribuição das culturas originárias da Guatemala.

sábado, 20 de fevereiro de 2021

.: HBO apresenta o trailer da série documental "Allen V. Farrow"


A HBO apresenta o trailer de "Allen V. Farrow", o documentário em quatro partes que estreia neste domingo, 21 de fevereiro, às 23h, na HBO e na HBO GO.

"Allen V. Farrow" relata e analisa a acusação de abuso sexual contra Woody Allen, exibindo entrevistas com Mia Farrow, Dylan Farrow e Ronan Farrow, assim como com a amiga da família Carly Simon, o promotor Frank Maco e outras testemunhas que, pela primeira vez, se dispuseram a falar publicamente sobre o caso. O documentário reúne depoimentos, gravações caseiras e áudios inéditos, além de documentos jurídicos e evidências policiais.

"Allen V. Farrow" apresenta com detalhes a situação envolvendo Dylan, a filha de Allen com Mia Farrow que na época tinha 7 anos, o processo de guarda da criança e a revelação do relacionamento de Allen com Soon-Yi, também filha de Farrow, e mostra as polêmicas consequências do caso nos anos seguintes. A série documental também conta com a participação de diversos nomes que proporcionam uma visão crítica da obra de Allen, discutindo e revendo a maneira como determinadas revelações públicas podem acarretar mudanças na vida de um artista.

"Allen V. Farrow" é dirigido pelos premiados cineastas investigativos Kirby Dick e Amy Ziering, e tem produção de Amy Herdy e Jamie Rogers; produção executiva de Kirby Dick, Amy Ziering, Dan Cogan, Tara Lynda Guber, Artemis Rising Foundation, Maiken Baird, Ian Darling, Steve Cohen & Paula Froehle, The Lozen Foundation, Debbie L. McLeod, Jenny Raskin e Geralyn White Dreyfous; edição de Mikaela Shwer e Parker Laramie; música de Michael Abels. Pela HBO, tem produção sênior de Sara Rodriguez; e produção executiva de Lisa Heller e Nancy Abraham.

Este trabalho teve um profundo impacto nas instituições e na cultura norte-americana, provocando alterações políticas abrangentes e colocando o assunto entre as discussões nacionais. Foi reconhecido pelos principais prêmios do cinema e da televisão, e indicado ao Oscar®, ao Emmy®, ao Peabody®, ao Alfred I. duPont-Columbia University Award® e ao George Polk Award ®.

Trailer de "Allen V. Farrow"


.: #ResenhaRápida: Valdir Alvarenga, poeta e fundador da revista "Mirante"


Por 
Helder Moraes Miranda e Mary Ellen Farias dos Santos, editores do Resenhando.

Poeta e fundador da revista "Mirante", Valdir Alvarenga fez um poema exclusivo que você poderá ler ao fim desta entrevista. Ele é um ser em completa reconstrução e desconstrução simultâneas, hoje e sempre. Nascido em 21 de abril, é formado em Letras pela Universidade Católica de Santos. "Eu? Apenas uma gota no Oceano do Uni Verso", ele se define, sem deixar de perceber que cada momento é um momento novo. E, entre as citações preferidas, está a de Sócrates: "Só sei que nada sei"

Valdir Alvarenga é o idealizador e editor da revista "Mirante",  a revista independente de poesias e literatura mais antiga do país, sempre lançada, desde 1982, em eventos que reúnem poesia, canções, escritores, poetas e gente interessada em boa literatura. 

É autor dos livros "Plenilúnio", "Pequeno Marginal" e "Autógrafo". Foi membro do lendário grupo "Picaré", que contou com nomes como  Antonio Canuto, Edilza de Souza Fernandes, Sergio Marques Ferreira, Orleyd Faya, Fausto José, Vieira Vivo, Inês Bari, Sidney Sanctus e Raul Christiano Sanchez.

#ResenhaRápida com Valdir Alvarenga

Nome completo: Valdir Alvarenga.
Apelido: Mazola na Adolescência.
Data de nascimento: 21 de abril.
Altura: suficiente ou quase.
Qualidade: nenhuma.
Defeito: todos.
Signo: touro.
Ascendente: áries.
Uma mania: Corinthians.
Religião: a vida.
Time: Adivinha.
Amor: é o que ainda nos move.
Sexo: o meu ou o preferido?
Mulher bonita: Irene Estrela (esposa de Valdir).
Homem bonito: Keanu Reeves.
Família é: igual vacina, você toma de criança fica com a marca a vida inteira.
Ídolo: Jesus.
Inspiração: sei lá o que é isso...
Arte é: viver.
Brasil: gostaria de conhecer um dia.
Fé: com café cai bem.
Deus é: e eu sei lá da vida dele.
Política é: a arte da farsa e da trapaça.
Hobby: ler reler reler ler.
Lugar: aqui agora.
O que não pode faltar na geladeira: água gelada.
Prato predileto: feijão, arroz, batata frita com bastante salada.
Sobremesa: depende do meu estado de espirito.
Fruta: caqui.
Bebida favorita: vinho.
Cor favorita: verdazul.
Medo de: ter medo.
Uma atriz: Marilyn Monroe.
Um ator: Humprey Bogart.
Uma cantora: Elis Regina.
Um cantor: Cat Stevens.
Uma escritora: Hilda Hilst.
Um escritor: Hermann Hesse.
Um filme: "Laranja Mecânica".
Um livro: "Demian", de Hermann Hesse.
Uma música: "Maggie May", de Rod Stwart.
Um disco: "Todos os Olhos", de Tom Zé.
Um show: Alice Cooper no Anhembi.
Uma peça de teatro: "Gota D'Água".
Um personagem: Pedro Malasarte.
Uma novela: "O Bem Amado", de Dias Gomes.
Uma série: "The Big Bang Theory".
Um programa de TV: faz tempo que não vejo TV.
Uma saudade: de mim mesmo.
Algo que me irrita: perguntas desse tipo.
Algo que me deixa feliz é: respirar.
Uma lembrança querida: o cheiro do mato.
Um arrependimento: um só?
Quem levaria para uma ilha deserta? E eu lá quero ir para alguma ilha deserta?
Se pudesse ressuscitar qualquer pessoa do mundo, seria... Não me atreveria a fazer, Jesus não iria gostar.
Uma pergunta a qualquer pessoa do mundo... Perguntaria ao Ringo Star sobre quem foi mais sacana: Paul ou John.
Não abro mão de: álcool gel e máscara.
Do que abro mão: do que dá muito trabalho.
Um talento oculto: eu sou astrólogo, vocês precisam acreditar em mim.
Você tem fome de quê? Paçoca e da vida.
Você tem nojo de quê? Falsidade.
Se tivesse que ser um bicho, eu seria: gato.
Um sonho: comi.
Poesia em uma palavra: vida.
Revista Mirante em uma palavra: prazer.
Literatura em uma palavra: minha existência.
Livro em uma palavra: essencial.
O que seria se não fosse poeta: e quem falou que sou poeta? Tá bom... seria um vagabundo especializado.
Ser poeta é: boa pergunta... É? É? Bicho em extinção.
Ser homem, hoje, é: acima de tudo respeitar mulheres crianças animais e a natureza.
Palavra favorita: harmonia.
Valdir Alvarenga por Valdir Alvarenga: muitas coisas sou outono pães, queijos e vinhos bala azedinha Sou livros. Discos. Dicionários. Rádio. Rock. Cinema. Livros . Literatura. Natureza. Galáxias Sou delírio. Sou eu mesmo.


.: Lojinha do Resenhando.com também no Shopee. Confira!


Já conhece a novidade? O Resenhando ganhou uma lojinha no Shopee! Basta acessar shopee.com.br/resenhando e conferir os itens que estão à venda. Nessa junção do Portal Resenhando.com ao grande site de vendas do momento, quem sai ganhando é quem busca por precinho campeão e adora frete grátis. 

Entre os produtos cadastrados na lojinha administrada pelos Resenhanders Helder Miranda e Mary Ellen Farias dos Santos, estão os livros "Por Trás das Notícias", "Escravidão Contemporânea", os CDs "Andrea Bocelli, Romanza" e a trilha sonora da novela "Salve Jorge" e até brinquedos como a gata Blissa, da boneca Barbie e o rival do boneco Falcon, o Torak. Há também algumas antiguidades à venda, como por exemplo, o jogo "Passa ou Repassa", do Gugu e o VHS da animação Disney, "Vida de Inseto".

O Shopee é um espaço de compras simples, realizadas na internet. Você pode buscar pelos itens, entrar em contato com o vendedor para tirar dúvidas, pagar e levar o produto. Para fazer as compras é preciso realizar um cadastro fácil e rápido. Assim, a compra pode ser feita usando cartão de crédito ou boleto bancário, além de juntar itens no carrinho de compras. 

Você compra, a gente vende e todo mundo fica bem. Visite a nossa lojinha no Shopee: shopee.com.br/resenhando!


.: Negritude de Zezé Motta pela primeira vez nas plataformas digitais

Projeto de sambas da cantora, oficialmente lançado nos anos 70, traz faixas de João de Aquino, Aldir Blanc, João Bosco, Wilson Moreira e Ney Lopes, Rosinha de Valença e Maria Bethânia, Paulo Cesar Feital, Tunai


A voz poderosa de Zezé Motta ecoa na história da música brasileira há muito tempo, desde os antigos anos setenta, quando Zezé gravou o primeiro disco solo em que compositores do porte de Rita Lee e Moraes Moreira entregaram canções inéditas para ela gravar. Além disso, a voz da artista imortalizou clássicos como “Trocando em Miúdos”, de Chico Buarque e Francis Hime, e “Pecado Original”, de Caetano Veloso, que nunca mais foram as mesmas depois da interpretação da cantora.

De 1975 a 79, lançou três LP’s, um deles foi o “Negritude”, disco lançado pela Warner Music Brasil, que trouxe na voz de Zezé canções de João de Aquino, Aldir Blanc, João Bosco, Wilson Moreira e Ney Lopes, Rosinha de Valença e Maria Bethânia, Paulo Cesar Feital, Tunai e outros compositores. Nos anos 80, lançou mais três trabalhos como cantora: “Dengo”, “Frágil Força” e, com Paulo Moura, Djalma Correia e Jorge Degas, “Quarteto Negro”. E não parou por aí. Apresentou-se, representando o Brasil, a convite do Itamaraty, em Hannover (Alemanha), no Carnegie Hall de Nova York (EUA), França, Venezuela, México, Chile, Argentina, Angola e Portugal. Para celebrar este período e trajetória na cena musical, “Negritude” chega hoje em todas as plataformas digitais.


Créditos da imagem: Jardiel Carvalho


“Desde o começo, a Warner queria que eu gravasse samba. Mas eu não queria ser rotulada de sambista. Nada contra, mas eu queria ser livre para cantar vários gêneros. E era também uma atitude política por perceber que queriam me pregar esse rótulo pelo fato de eu ser negra. Eu estava numa fase de militância mais radical e criei essa resistência. Mas para o segundo LP, que foi o ‘Negritude’, realmente me convenceram de que eu estava vendendo abaixo do esperado e que seria interessante tentar o caminho sugerido por eles. Aí já era uma questão de mercado, eu não podia botar a militante à frente da artista e topei fazer um disco de sambas. Então foi a vez da companhia promover uma feijoada na casa do Sérgio Amaral para o pessoal do samba. Compareceram: Martinho da Vila, Monarco, Padeirinho, João Bosco, Manacéa, Wilson Moreira, Ney Lopes. Uma turma de bambas. E assim saiu o disco”, afirma a artista.

Atuando com assiduidade na televisão, no cinema e nos shows, e saudada como a mais importante atriz-cantora do país, Zezé Motta durante os mais de 50 anos de carreira, rompe barreiras e coloca no centro da cena artística nacional as múltiplas dimensões do protagonismo feminino e negro em tela. O imenso talento e carreira da artista inspiram atuais e futuras gerações de mulheres que lutam por expressão, espaço e oportunidade.

Cantora, atriz, mãe de quatro filhos, ativista. Cinquenta e quatro anos de carreira. São 14 discos, 35 novelas e mais de 55 filmes. Impossível não se orgulhar. Não apenas pelos números. Mas também por sua história de luta contra o racismo. Esta é Zezé Motta.

.: "As Vidas de Glória" está nas plataformas digitais. Confira!

Baseado na autobiografia best-seller “My life on the road” da jornalista e escritora Gloria Steinem, a ativista feminina que conseguiu se infiltrar nos bares da PlayBoy nos anos 1960. A trajetória de uma das das figuras mais inspiradoras da história moderna como grande influenciadora do movimento revolucionário dos direitos das mulheres é contada em AS VIDAS DE GLÓRIA, que estreia hoje direto e exclusivamente nas plataformas digitais para aluguel e compra – para assistir onde e quando quiser.

Estrelando as ganhadoras do Oscar® Julianne Moore (Para Sempre Alice) e Alicia Vikander (A Garota Dinamarquesa) vivendo as diferentes fases adultas da vida de Gloria e também as atrizes Ryan Kiera Armstrong e Lulu Wilson, entre as fases da infância e da puberdade. O elenco também conta com a atuação de Janelle Monáe (Estrelas Além do Tempo) como amiga pessoal de Gloria. 

Para assistir AS VIDAS DE GLÓRIA, basta acessar uma plataforma digital - seja operadora de TV, loja digital ou console de videogame -, efetuar o cadastro para alugar ou comprar o filme e pronto! Vale mencionar que na opção aluguel, após dar o primeiro ‘play’, o filme digital ficará disponível durante 48 horas e poderá ser visto e revisto quantas vezes quiser dentro desse prazo. Já a opção compra, garante que o mesmo esteja disponível sempre com o consumidor.

  

As Vidas de Glória (The Glorias, 2020)

 Sinopse: Filme baseado na auto-biografia best-seller do ícone feminista Gloria Steinem – My Life on the Road – que conta a história de como sua infância itinerante influenciou sua vida como escritora, ativista e organizadora dos direitos das mulheres pela mundo.

 

ELENCO e FICHA TÉCNICA

 Direção: Julie Taymor

Roteiro: Julie Taymor, Sarah Ruhl

Produção: Julie Taymor, Alex Saks, Lynn Hendee

Produção Executiva: Marcei A. Brown, Sarah Johnson, David Kern, Mickey Liddell

Elenco: Julianne Moore, Alicia Vikander, Janelle Monáe, Ryan Kiera Armstrong, Lulu Wilson, Gloria Steinem

  

Duração: 139 minutos, aproximadamente

Classificação Indicativa: 10 anos

Plataformas digitais de Aluguel e Compra:

Apple TV (iTunes), Google Play, Microsoft Films &TV (Xbox) e PlayStation Store

Plataformas digitais exclusivamente para aluguel:

Looke, NOW, SKY e Vivo Play

Instagram: instagram.com/sonypictureshe_br

Facebook: facebook.com/SonyPicturesHE.BR

 

A Sony Pictures Home Entertainment (SPHE) é uma empresa da Sony Pictures Entertainment (SPE). A Sony Pictures Entertainment (SPE) é uma subsidiária da Sony Entertainment Inc., uma subsidiária da Sony Corporation sediada em Tóquio. As operações globais da SPE englobam a produção, aquisição e distribuição de filmes e de televisão; as redes de televisão; a criação e distribuição de conteúdo digital; a operação dos estúdios e desenvolvimento de novos produtos, serviços e tecnologias de entretenimento.

Trailer



    

← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.