terça-feira, 18 de junho de 2019

.: "When They See Us" é o retrato assustador dos "Olhos Que Condenam"


Em junho de 2019


"When They See Us" ou "Olhos Que Condenam", da Netflix, não é somente um seriado sobre o caso dos cinco do Central Park -Central Park 5-, mas uma produção que gera um verdadeiro turbilhão de emoções a quem assiste as histórias dos adolescentes negros do Harlem: Antron McCray (Caleel Harris e Jovan Adepo), Kevin Richardson (Asante Blackk e Justin Cunningham), Yusef Salaam (Ethan Herisse e Chris Chalk), Raymond Santana (Marquês Rodriguez e Freddy Miyares) e Korey Wise (Jharrel Jerome), que foram julgados e condenados por um estupro que não cometeram. 

Ambientada na Nova Iorque de 1989, quando aconteceram os primeiros interrogatórios, a série criada e dirigida pela co-autora Ava DuVernay tem um toque do clássico seriado "Cold Case", com canções ao fim dos episódios, embora remeta ao mais moderno, porém incrível "American Crime Story". No entanto, o seriado de apenas quatro capítulos é extremamente intenso, pois ora revolta, ora emociona a ponto de tirar lágrimas.

Com produção executiva de Oprah Winfrey e Robert De Niro, está disponível desde o dia 31 de maio, a série que reacendeu o famoso caso de abuso de poder em seu limite absoluto que estragou a vida de cinco jovens. Tudo é de dar um nó na garganta, desde a falsa acusação à pressão para que os jovens assumissem a qualquer custo o estupro da executiva bancária de 28 anos, Trisha Meili.

A chance do "poderia ser eu" é o que, fatalmente fisga a atenção do público. Recordei que há menos de um ano assinei um contrato de trabalho após ser pressionada -de modo verbal- e quando meu marido foi envolvido numa falsa história como espião no trabalho que estava há mais de 8 anos. Como não lembrar também do caso Escola Base? Sem contar que estamos na era das fake news. Cada situação, por mais diversa que seja cria uma conexão pela semelhança no abuso de poder, coação e teia de mentiras. Tudo, consequentemente, muda a vida dos meninos e também de todos que os cercam.

Embora tenha grandes nomes como John Leguizamo ("Moulin Rouge") na pele do pai de um dos envolvidos, Raymond Santana Sr., Famke Janssen ("X-Men" e "How To Get Away With Murder") como Nancy Ryan, além de Vera Farmiga ("Bates Motel" e "Invocação do Mal") e Felicity Huffman ("Desperate Housewives"interpretando as promotoras Elizabeth Lederer e Linda Fairstein, respectivamente, há destaque para o ator de "Moonlight: Sob a Luz do Luar"Jharrel Jerome.

O jovem dá um show de talento e interpretação, o único dos atores que é um dos cinco desde o início do fato até a fase adulta. Tanto é que, espertamente, a dele, é a última história a ser contada. E é aí que está a mira em que o público é o alvo atingido com maestria. Não há como escapar impune. Caso ainda não tenha chorado nos três episódios anteriores, no quarto o chororô é garantido. Seja pela curiosidade em saber qual a história de Korey Wise, o único que foi para a prisão de adultos -tinha 16 anos- ou pela brilhante e convincente atuação de Jharrel Jerome.

"When They See Us" tem classificação indicativa de 18 anos, além do terrível peso de sentenciar inocentes a assumirem a culpa de outro. Vale a pena ver e se tiver energia, maratonar.




Após a série: Com mídia dando destaque ao fato, os alunos da Associação de Estudantes Negros de Direito acusaram de racismo, Elizabeth Lederer, promotora do caso e professora na universidade. Após pressionar a faculdade para removê-la do corpo docente, Lederer renunciou ao cargo no dia 12 de junho. Enquanto que Linda Fairstein, a outra promotora abandonou o cargo na ONG Safe Horizon, que ajuda vítimas de abuso e crimes violentos em Nova York. Segundo o TMZ, os funcionários ficaram indignados com o fato de Fairstein ter permanecido no conselho de uma organização para minorias por tanto tempo.

Série: When They See Us (Olhos que Condenam, BR)
Temporada: 1
Episódios: 4
Duração: 64min, 71 min, 73 min, 88 min
GêneroDrama
Criadora: Ava DuVernay
Baseado em Os Cinco do Central Park
País de origem: Estados Unidos
Idioma original: Inglês
Diretora: Ava DuVernay
Produtores: Amy J. Kaufman, Ava DuVernay, Christiana Hooks, Jane Rosenthal, Jeff Skoll, Jonathan King, Oprah Winfrey
Produtores executivos: Oprah Winfrey, Robert De Niro
Cinematografia: Bradford Young
Distribuída por Netflix
Roteirista: Ava DuVernay
Elenco: Adepero Oduye, Ariel Shafir, Asante Blackk, Aunjanue Ellis, Aurora Perrineau, Blair Underwood, Caleel Harris, Chris Chalk, Ethan Herisse, Famke Janssen, Felicity Huffman, Jasmin Walker, Jharrel Jerome, Jimmy Gary Jr., John Leguizamo, Joshua Jackson, Jovan Adepo, Kate Easton, Kylie Bunbury, Mark Borkowski, Marquis Rodriguez, Marsha Stephanie Blake, Michael K. Williams, Niecy Nash, Reginald L. Barnes, Storm Reid, Vera Farmiga, William Sadler


*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: @maryellenfsm


Trailer

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.
 
google.com, pub-3645003449125371, DIRECT, f08c47fec0942fa0 subdomain=subdomain.resenhando.com subdomain=subdomain.www.resenhando.com