segunda-feira, 1 de junho de 2020

.: Fotografia e cinema são os destaques da programação do #MISemCasa


Live sobre a exposição virtual Moventes e entrevista com o fotógrafo Robério Braga integram a programação para os amantes da fotografia.  Outro destaque é o Pontos MIS – Bate-papo de cinema, que em junho traz uma programação especial para celebrar o cinema nacional.

O mês de junho começa repleto de atividades do mundo da fotografia e cinema no #MISemCasa, programação virtual com conteúdo diário e inédito do Museu da Imagem e do Som - instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

Na sexta-feira, dia 5, acontece uma live especial sobre a exposição virtual Moventes, que reúne fotografias e vídeos do Acervo MIS – e que pode ser acessada pela plataforma Google Arts & Culture. A curadora, Valquíria Prates, e a supervisora do Acervo MIS, Patrícia Lira, comentam com o público as curiosidades e destaques da exposição. 

Ainda para os amantes da fotografia, no domingo, o fotógrafo Robério Braga conta, em vídeo, a experiência do processo de realização da série "Luz Negra”, apresentada durante o programa Maio Fotografia (atual Foto MIS) em 2014. O trabalho de Braga faz uma leitura poética e jornalística de diversos aspectos estéticos e antropológicos de inúmeros signos culturais presentes na cultura de África desde os primórdios de suas civilizações.

Já os cinéfilos podem aproveitar a programação especial que o Pontos MIS – Bate-papo de cinema preparou para este mês: em comemoração ao Dia do Cinema Nacional (19 de junho), todos os sábados de junho ganham sessão de filmes consagrados brasileiros seguidos por debate com especialistas ao vivo. Para iniciar as celebrações, nesta semana o filme S. Bernardo – baseado no clássico romance de Graciliano Ramos – será exibido no sábado, dia 7.

Completam a programação do #MISemCasa desta semana: o depoimento do cineasta Rodolfo Nanni, que integra a Coleção Memória do Cinema do Acervo MIS; o Ciclo de Cinema e Psicanálise com o filme O confeiteiro;  mais uma edição do Notas Contemporâneas, com João Bosco; e a Mostra Cinema de Acervo com o tema Um Brasil de artistas.


O #MISemCasa acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura, por conta da orientação do Centro de Contingência do Covid-19, que determinou que os equipamentos culturais do Governo do Estado de São Paulo tenham o seu funcionamento temporariamente suspenso. O MIS conta com patrocínio máster de Youse, patrocínio de Kapitalo Investimentos, Denso e Cielo, e apoio institucional de TozziniFreire Advogados.

Programação #MISemCasa | 1º a 7 de junho

1º de junho | Segunda-feira | 20h | Memória do Cinema – Rodolfo Nanni
O projeto, em parceria com a Heco Produções, registrou uma parcela importante da memória do cinema brasileiro, com entrevistas foram gravadas no Museu da Imagem e do Som entre 2012 e 2013. Nesta entrevista exclusiva, o cineasta, roteirista e produtor, Rodolfo Nanni fala sobre sua infância na Rua Oscar Freire, como aconteceu sua entrada no mundo do cinema e sobre a produção da sua mais reconhecida obra: o filme "O Saci" de 1951, além disso, fala sobre seus projetos, política e como é fazer cinema no Brasil. Outros depoimentos de importantes personalidades do cinema brasileiro, como Rogério Sganzerla, Nelson Pereira dos Santos, Tizuka Yamazaki, Cacá Diegues, Jean-Claude Bernardet e Eduardo Coutinho, podem ser acessados pelo Acervo Online.

2 de junho | Terça-feira | 20h | Ciclo de Cinema e Psicanálise – "O Confeiteiro"
O Ciclo de Cinema e Psicanálise (programa realizado em parceria com a Sociedade Brasileira de Psicanálise e a Folha de S.Paulo), que a cada edição traz um filme seguido de debate com um psicanalista e um jornalista convidado, apresentou, em março de 2019, o filme "O Confeiteiro". O longa alemão, de 2017, foi seguido de debate com o psicanalista convidado Tiago da Silva Porto e do cineasta Fábio Kow. A diretora de cultura e comunidade da SBPSP, Luciana Saddi, mediou a conversa, que agora pode ser conferida, em vídeo, na programação do #MISemCasa.

3 de junho | Quarta-feira | 20h | Notas Contemporâneas – João Bosco
O Notas Contemporâneas, projeto mensal do MIS, registra depoimentos de compositores e intérpretes icônicos da música popular brasileira. O programa se divide em duas etapas: a primeira é composta de um longo depoimento realizado em estúdio, que passa a integrar o acervo do MIS; a segunda é ao vivo, no palco do Auditório MIS. Em novembro de 2017, o projeto recebeu o cantor e compositor João Bosco. O artista participou de um bate-papo sobre sua carreira, mediado pelo jornalista Cadão Volpato, enquanto a Banda MIS interpretou seus grandes sucessos no palco. Além dos melhores momentos dessa entrevista, o público confere parte do depoimento de Bosco concedido para o Acervo do Museu.

4 de junho | Quinta-feira | 17h | Podcast "Isso só Acontece em Novela" – Episódio 6
Realizado pelo Pontos MIS, programa de formação e difusão de cinema do Museu da Imagem e do Som com atuação em todo Estado de São Paulo, o podcast Isso só acontece em novela analisa cronologicamente as telenovelas mais populares no país e seu impacto na sociedade. Nesta semana, o pesquisador e roteirista Lucas Martins Néia e o jornalista e crítico Raphael Scire abordam A telenovela na década de 2000: "O Clone", "Senhora do Destino" e "Vidas Opostas". Esse é o segundo podcast produzido exclusivamente pelo Museu, que, em 2019, criou a série Musicais no Cinema, derivada da megaexposição de mesmo nome. O perfil do MIS na plataforma Spotify pode ser acessado neste link.

4 de junho | Quinta-feira | 20h | Mostra Cinema de Acervo – "Um Brasil de Artistas"
A mostra inédita traz, todo domingo, diretamente do Acervo MIS, uma seleção de filmes brasileiros, tanto curtas quanto média-metragens, produzidos entre os anos de 1980 e 1990. Os filmes dessa programação são versões digitalizadas de obras produzidas nos formatos 35mm e também 16mm. O recorte "Um Brasil de Artistas" é um olhar sobre as condições e contradições de fazer arte no Brasil, enfrentar um sistema burocrático e repressivo e ainda refletir sobre a própria existência e a realidade de seu entorno. Em "Semeador de Alegria", de Paulo Sá Vieira, um velho mágico de ruas é a sua própria contradição, é a alegria das ruas e também a miséria consequente da desigualdade social que desde sempre desenha o Brasil. Rosina Leser em "Teatro Passarela" documenta a alegria do maior símbolo identitário nacional, o carnaval, em uma época em que ele ainda não tinha grandes espaços para acontecer e ocupava seu lugar de sempre, a rua. Em "Brasil ou Aquarela do Brazil", Abrão Berman traz a vida dos atores e suas dificuldades de se firmar em uma carreira que sempre foi subjugada e ao mesmo tempo esteve na linha de frente de grandes lutas por liberdade no país.
A mostra apresenta, na sequência, os filmes: "Semeador de Alegria" (Direção: Paulo Sá Vieira, Brasil, 1981, 13 minutos, livre); "Teatro Passarela" (Direção: Rosina Leser Schwarz , Brasil, 11 minutos, livre); e "Brasil ou Aquarela do Brazil" (Direção: Abrão Berman, Brasil, 1973, 12 minutos, livre).

5 de junho | Sexta-feira | 20h | Bate-papo ao vivo – Exposição "Moventes"
A mostra virtual Moventes, parceria do MIS com o Google Arts & Culture, traz imagens de situações de deslocamento em diferentes tipos de trabalho itinerante – com fotografias e vídeos de artistas como Sebastião Salgado e Helena Tassara, entre outros. A exposição, com curadoria da pesquisadora e educadora Valquíria Prates, é fruto de um exercício de investigação poética de obras do Acervo MIS. A exposição é uma adaptação digital da exposição que esteve em cartaz no MIS durante o Foto MIS 2019. Para conversar sobre a exposição, o canal do MIS no Youtube realiza uma live com a curadora, Valquíria Prates, e a supervisora do Acervo MIS, Patrícia Lira. 

O MIS possui outras quatro exposições dentro da plataforma, que apresentam recortes temáticos do acervo: a recém-lançada "Coleção Guilherme Gaensly" no acervo MIS: uma paisagem humana, que  reúne importantes registros do fotógrafo suíço-brasileiro e destaca a participação dos trabalhadores para o cultivo do café no interior paulista no final do século 19 e início do século 20. "Cinema Paulista nos Anos 70"; "A Mulher na Revolução de 32";  e "Lambe-lambe: fotógrafos de Rua em São Paulo nos Anos 1970". O Google Arts & Culture é uma plataforma na qual o Google realiza parcerias com centenas de museus, instituições culturais e acervos históricos para hospedar online os patrimônios culturais do mundo. O acesso ao tour virtual é gratuito por meio deste link.

6 de junho | Sábado | Bate-papo de Cinema Pontos MIS | "S. Bernardo"
O programa, que traz uma sessão de cinema online seguida por bate-papo ao vivo no canal do MIS no YouTube, traz uma programação especial durante todo o mês de junho. Em comemoração ao Dia do Cinema Nacional (19 de junho), todos os sábados do mês ganham sessão de filmes consagrados brasileiros seguidos por debate com especialistas ao vivo. 

Para iniciar as celebrações, nesta semana o filme "S. Bernardo" – baseado no clássico romance de Graciliano Ramos – será exibido, às 15h30, em parceria com a SP Cine. Baseado no romance de Graciliano Ramos e com trilha sonora de Caetano Veloso, o filme acompanha a trajetória de Paulo Honório, um modesto caixeiro-viajante que enriquece, compra a fazenda S. Bernardo e contrata casamento com Madalena, a professora da cidade. O conflito se estabelece quando Madalena não aceita ser tratada como propriedade. Com atuações marcantes de Othon Bastos e Isabel Ribeiro, o filme, que estreou em 1972, tornou-se um clássico do cinema brasileiro. O filme será exibido gratuitamente, mediante inscrição prévia. Após a sessão, às 18h, acontece um bate-papo ao vivo com o cineasta Leandro Afonso, no Canal do MIS no Youtube.

7 de junho | Domingo | 20h |  Entrevista – Robério Braga: "Luz Negra"
O fotógrafo Robério Braga conta em detalhes a experiência do processo fotográfico da série "Luz Negra", a partir de diversas viagens ao continente africano. O trabalho faz uma leitura poética e jornalística de diversos aspectos estéticos e antropológicos de inúmeros signos culturais presentes na cultura de África desde os primórdios de suas civilizações. A relação das comunidades com adornos, cores, formas, geometrizações e o modo como determinam traços de divisão social e de classes internas são explicitados pelo fotógrafo que também descreve o processo técnico deste tipo de registro. A exposição "Luz Negra", com curadoria de Diógenes Moura, esteve em cartaz no MIS no período de 1° de maio a 22 de junho de 2014 como parte do projeto Maio Fotografia no MIS, atual FotoMIS.

Acervo Online MIS
Além das exposições virtuais, o público também pode conferir parte do Acervo MIS que está digitalizado e pode ser acessado neste link. No acervo online, os visitantes encontram informações sobre os itens que compõem os acervos museológico e bibliográfico do MIS e, em alguns casos, terá amplo acesso ao conteúdo das coleções de fotografia, áudio e vídeo. Tendo como base um banco de dados desenvolvido especialmente para o acervo do Museu, o acervo online apresenta-se ao público como um instrumento para a exploração dos milhares de itens que fazem parte do acervo MIS.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.