sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

.: Crítica de "Vice", trama em que qualquer semelhança não é coincidência

Por Mary Ellen Farias dos Santos*
Em fevereiro de 2019





"Vice" é o tipo de filme para se amar ou odiar, uma vez que a temática é densa e transita pelo lado detestável do agir politizado dos americanos do norte. Contudo, não faz papelão previsível de florir a história da personalidade em foco, no caso Dick Cheney (Christian Bale). O longa dirigido e roteirizado por Adam McKay, de "A Grande Aposta", embora retrate um poderoso, aproveita para satirizar acontecimentos até íntimos, o que permite "Vice" ser um filme mais digesto, sem deixar de provocar o público a refletir.

A produção foge do costumeiro retrato do homem poderoso, inabalável e senhor de muita inteligência. Longe do enaltecimento habitual dos diversos filmes produzidos sobre políticos, "Vice" usa e abusa da criticidade repleta de humor qualitativo. Nesse percurso, o sentimento de repulsa por Cheney surge, tal qual muitos brasileiros estão tomados diante da situação nefasta de Brumadinho. Momento bastante oportuno para uma trama em que o foco é exclusivamente a tomada do poder pelo poder.

Como que Cheney chegou ao posto de vice-presidente mais poderoso da história? A explicação é dada no início da película, que destaca o papel importante da esposa: Lynne Cheney (Amy Adams). Em tempo, ver mais uma vez a dobradinha dos talentosos Christian Bale e Amy Adams é um presente aos cinéfilos de plantão.



Assim, a curiosidade sobre como foi traçado o caminho de sucesso pessoal e profissional de Cheney, vira o "X da questão" e provoca o público ao longo de 2 horas 12 minutos. Outro ponto forte que facilita mais envolvimento com a narrativa é a caracterização e a atuação impecável dos personagens, além da ironia nas cenas -incluindo todos os coadjuvantes que circundam o dono da história. Até mesmo o doador do coração de Cheney tem voz e participação. É puro sarcasmo!

Nada é aleatório em "Vice". Na primeira cena, vindo por um corredor, não é missão fácil reconhecer um Christian Bale muito rechonchudo e extremamente calvo. A maquiagem realística do casal Cheney impressiona, mas é a de Sam Rockwell que chega a impactar. Por vezes, principalmente nas cenas em que é focado frontalmente, está a cara do ex-presidente George W. Bush. 

"Vice" pode não ser um filme tão marcante para grande parte do público, mas tem muitos méritos inegáveis e as oito indicações ao Oscar 2019 são provas irrefutáveis. Seja por exibir Christian Bale e Amy Adams irreconhecíveis ou por saber fazer graça com a forma de agir de um homem tão influente. De quebra, a produção tem Steve Carell (Donald Rumsfeld), Alison Pill (Mary Cheney), Lily Rabe (Liz Cheney), assim como Naomi Watts (apresentadora de noticiários). Até Alfred Molina participa como garçom oferecendo o cardápio perfeito para os ambiciosos. Vale muito a pena conferir!


Filme: Vice (Vice, 2018)
Direção e roteiro: Adam McKay
Duração: 132 minutos
Elenco: Christian Bale, Amy Adams, Steve Carell, Sam Rockwell, Tyler Perry, Alison Pill, Lily RabeJesse Plemons
Orçamento: US$ 60 milhões


Trailer





Sobre o Cine Roxy: Em oito décadas, o Roxy é caso raro de cinema que acompanhou a transformação da maneira de se exibir um filme: dos primeiros e grandes rolos de película ao sistema digital. A rica trajetória se deve à perseverança e o senso empreendedor da família Campos: de pai para filho, chegou ao atual diretor do Roxy, Antônio Campos Neto, o Toninho Campos. A modernização, aliada à tradição, transformou o Roxy no principal cinema do litoral paulista, fato que rendeu a Toninho o Prêmio ED 2013 na categoria Exibição -Destaque Profissional de Programação, considerado o principal do país nos segmentos de exibição e distribuição. E o convite para ser diretor cultural do Santos & Região Convention Visitors Bureau.


*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: @maryellenfsm


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.