terça-feira, 20 de julho de 2021

.: Crônica: Cuidado com a fechadura do seu Volkswagen, do contrário...

Por: Mary Ellen Farias dos Santos


Segue aqui o relato de um ocorrido pra lá de irritante...

Tudo começou quando a minha porta do motorista começou a fazer um barulhinho estranho, sempre que eu tirava a chave do contato. Como o nosso carro é de pouco uso e raramente sai da garagem, o problema demorou a se mostrar, de fato.

Em 12 de julho procuramos o rapaz da loja que trocou o aparelho de som do meu antigo carro para o atual, aplicou a película de insulfim e até trocou o novo som instalado. No dia seguinte, levamos o carro para que ele pudesse constatar o problema. Lá foi detectado que era o motorzinho da fechadura que é de trava elétrica. O problema seria solucionado com uma nova fechadura. 

Prontamente ele nos encaminhou dois links no Mercado Livre. A peça mais cara chegaria no dia seguinte e promete 1 ano de garantia, enquanto que o outro mais em conta levaria mais alguns dias para chegar, tendo três meses de garantia da peça. Optamos pela mais cara, considerando a agilidade para  ter o material em mãos e resolver o problema. Custou R$ 179,77.

Ledo engano.

No dia seguinte, quarta-feira, fui até a minha mãe buscar a caixinha. Em casa não é muito confiável receber encomendas e como "Seguro morreu de velho", tudo vai para a casa dos meus pais. Com a peça em mãos, avisei o rapaz da loja que, por sua vez, marcou a ida do carro para sexta-feira de manhã, no primeiro horário. 

Levamos o automóvel e ao ver a peça ele já desconfiou. A original, de fábrica, tinha seis pinos enquanto que a nova apenas cinco. O rapaz até tentou, mas a fechadura trabalhava invertido. Não sei o que isso, de fato, quer dizer em termos de fechadura, mas... Ele voltou com a fechadura original do carro.

Na mesma hora entrei em contato com o vendedor via mensagem do Mercado Livre que nunca chegou a responder. Contudo, o rapaz que faria o serviço encontrou o contato do vendedor, que estava no meio da nota fiscal e mandei mensagem via WhatsApp, às 10h49.  Confesso que até liguei para que fosse identificado o contato e nada.

Fomos embora do rapaz que iria trocar a fechadura.

De tarde, às 15h28, uma mensagem de voz do vendedor chegou no WhatsApp que solicitava a nota fiscal. Prontamente, fui ao Mercado Livre e baixei o arquivo. Enviei. 

Nenhuma resposta!

Ainda na sexta-feira, pesquisamos por telefone nas lojas de peças automotivas em São Vicente -e olha aqui existem boas opções. Nada da tal peça com a quantidade de pinos necessários.

Meus pais que conhecem uma vendedora de uma concessionária, entraram em contato com a moça e receberam um telefone para que ligássemos, na segunda-feira. E foi aí que a história ficou ainda mais "interessante". 

Com medo, no sábado, solicitei devolução no Mercado Livre, coisa que nunca tinha feito. Para tudo tem uma primeira vez...

Na parte da manhã de segunda-feira, ligamos para a Volkswagem -sim, o Deus de toda a narrativa aqui presente. No 0800, após ter todos os meus dados informados, soube que deveríamos procurar a peça na loja oficial da Volks no Mercado Livre. Lá a fechadura custa R$ 275,00. Ao perguntar no Mercado Livre, a respeito dos pinos, antes de efetuar a compra, soube que não tinham a peça e que eu deveria procurá-la na concessionária. Sendo assim, não se faz negócio com a própria fabricantes, somente com terceiros.

Ainda de manhã, pelo telefone da concessionária de Santos (SP), soubemos que havia um exemplar na loja custando R$ 370,00, mais cara do que o anúncio no ML da Volks. Ok! Uma vez que não teria a espera da encomenda... Valia considerar a compra.

No período da tarde, decidimos retornar a ligação para comprarmos, porém o atendente disse que o valor da peça era de MIL reais. O que houve para o valor ser superfaturado em tão curto espaço de tempo?

Comentei sobre essa lenga-lenga no Facebook e marquei a Volkswagen por consentir que os clientes sejam reféns de concessionárias. A mesma comentou no post que eu deveria enviar uma DM. Cumpri o solicitado, mas não tive retorno.

Eis que nos arrumamos para ir até Santos, cidade vizinha e fazer a encomenda, uma vez que ligamos mais uma vez para a concessionária -os MIL reais eram um tanto que surreais. A peça, na verdade, sairia por R$ 344 e alguns centavos. 

Não é que o rapaz da peça comprada no Mercado Livre resolveu responder no WhatsApp?! Comentou que tinha dois exemplares de seis pinos para venda. Solicitei o link para a compra da fechadura correta e o que recebi foi uma foto do anúncio. Nada mais... 

Ainda bem que a fechadura fecha na chave. 

Enfim... a história continua... 


*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura, licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos e formada em Pedagogia pela Universidade Cruzeiro do Sul. Twitter: @maryellenfsm

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.