Mostrando postagens com marcador Mary Ellen Miranda. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mary Ellen Miranda. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 23 de abril de 2024

.: Amazon entrega produto danificado, após devolução faz cobrança de valor

Uma das imagens do estado em que o produto foi entregue. Não foi a primeira entrega a chegar desse jeito. Foto: Mary Ellen Farias dos Santos

Por: Mary Ellen Farias dos Santos

Em abril de 2024


Mal imaginava eu que uma simples compra iria virar um verdadeiro inferno, sendo que até o presente momento, não há indicação de término. Em janeiro fiz a compra de uma Barbie do filme em macacão rosa, paguei por boleto. Chegou com a caixa amassada. Pedi a troca. Aconteceu.

Eis que dias depois, a mesma boneca baixou R$ 20,00. Optei por pagar em cartão de crédito e foi aí que o meu maior erro começou, em 29 de janeiro. O produto, que veio somente num "plastiquinho" de nada com o símbolo da Amazon, foi entregue na casa dos meus pais. Dias depois fui buscar e, claro, a caixa da boneca colecionável estava amassada -assim como tantas outras compradas via Amazon, recentemente.

Solicitei o código para retirada do produto no site da Amazon, colei com durex a mesma embalagem da Amazon que veio e assim foi deixada para ser retirada. Logo cedo alguém dos Correios a levou, junto com outra boneca, que também havia chegado com a caixa também danificada.

Eis que solicitei a devolução do valor pago, no caso R$ 219,90. Inicialmente, a cobrança do valor foi cancelada. Entrei em contato, eu fui acalmada de que estava tudo certo, pois o reembolso havia sido feito em 19 de fevereiro. O tempo passou -meses- e, certo dia, vendo como estava o reembolso, surgiu a mensagem de que o produto não havia sido devolvido.

Voltei a entrar em contato. Não mais por e-mail -em que as mensagens eram bastante confusas e nada explicativas, uma delas veio até com símbolos misturados no corpo da mensagem-, mas procurei a Amazon no Facebook, quando fui encaminhada a um chat que me tranquilizou, uma vez que o produto havia sido devolvido, sim. 

Eis que em abril, recebo um e-mail alegando que pela não devolução do produto, a fatura seria cobrada. De fato, estou sendo cobrada, embora tenha o comprovante dos Correios do item devolvido. O caso está no PROCON e a devolutiva da Amazon (feita à noite, na data limite de resposta, dia 22 de abril) foi de que não devolvi o item. Detalhe: a boneca foi devolvida dia 19 de fevereiro, junto com outra que foi trocada, inclusive. 

Respondi que o comprovante foi enviado na reclamação entre os tantos anexos, e que a boneca foi devolvida na mesma embalagem em que foi enviada, assim como destaco em vídeo no canal Photonovelas (publicado em 16 de fevereiro de 2024) sobre o caso. Agora, o próprio PROCON deu uma nova data limite: 03/05/2024. 

Resumo: MUITO cuidado ao comprar na Amazon.com.br, pois se enviarem o produto amarrotado e você devolver e pedir reembolso, você pode ser ENROLADO por meses e, passados quase 3 meses, ainda serão capazes de cobrar o produto devolvido alegando a não devolução do item. Atendimento péssimo.

* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do photonovelas.blogspot.com. Twitter:@maryellenfsm 

A resposta padrão de quem não abriu o anexo do comprovante de devolução


sexta-feira, 19 de abril de 2024

.: "Guerra Civil" realiza possibilidades assombrosas colocando armas como lei

 

Por: Mary Ellen Farias dos Santos

Em abril de 2024


A realidade nua e crua de armas apontadas para matar civis, inclusive num povoado em que os habitantes chegam a aparentemente viver numa realidade totalmente paralela. Eis "Guerra Civil", o longa da Diamond Films e A24, protagonizado por Kirsten Dunst ("Entrevista com Vampiro", "O Sorriso de Monalisa") e Wagner Moura ("Tropa de Elite", "Praia do Futuro") em que o olhar jornalístico, isento, tenta contar uma história de enfrentamentos -e muitas mortes- entre o próprio povo americano que tanto ama o vermelho, branco e azul da bandeira dos Estados Unidos.

Após o presidente dos E.U.A. iniciar a trama ensaiando um discurso falso, uma sequência de cenas pavorosas quando a reivindicação de um povo é respondida com tamanho destempero dos que acreditam ter o poder de ditar a lei ali. Assim, enquanto a fotojornalista Lee (Kirsten Dunst) e o jornalista Joel (Wagner Moura) registram o caos urbano daqueles que estão, inclusive, sem água e ficam na mira de militares, entra para a trama a novata Jessie (Cailee Spaeny, "Priscilla"). Admiradora declarada de Lee, leva nas mãos a máquina fotográfica do pai que vive num lugar afastado como se aquela guerra não estivesse acontecendo.

Num hall de hotel, três jornalistas trocam provocações veladas: Lee, Joel e Sammy (Stephen Henderson). Afinal, o objetivo é o de cobrir os fatos com exclusividade. No dia de partida rumo a D.C. (Distrito de Colúmbia) para uma entrevista com o presidente, a dupla Lee e Joel, ganham a companhia de Sammy e Jessie, quem se mostra disposta a aprender a não se abalar diante das atrocidades que presencia.

No percurso, muitas mortes e ameaças tornam o longa dirigido por Alex Garland tenso até o fim de 1h49 de duração. Em "Guerra Civil" não há foco na motivação dos embates sangrentos entre os americanos de extremos diferentes, o que importa é o fazer jornalismo, retratando com isenção tudo o que presencia para que quem assista, com total liberdade, possa interpretar os fatos e tome -ou não- um lado para defender. 

A produção é simplesmente maravilhosa, não somente por ser nitidamente aberta a diversas interpretações, mas por ter a coragem de retratar a selvageria humana quando se tem uma arma carregada de balas em mãos. "Guerra Civil" tem o brilhantismo de Wagner Moura numa dobradinha incrível com a também talentosa Kristen Dunst. O resultado é um filmaço. Imperdível! 

Em parceria com o Cineflix Cinemas, o Resenhando.com assiste aos filmes em Santos, no primeiro andar do Miramar Shopping. O Cineclube do Cineflix traz uma série de vantagens, entre elas ir ao cinema com acompanhante quantas vezes quiser - um sonho para qualquer cinéfilo. Além disso, o Cinema traz uma série de projetos, que você pode conferir neste link. Compre seus ingressos no Cineflix Cinemas Santos aqui: vendaonline.cineflix.com.br/cinema/SAN

* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do photonovelas.blogspot.com. Twitter:@maryellenfsm 



"Guerra Civil" ("Civil War"). Ingressos on-line neste linkGênero: drama bélico, açãoClassificação: 14 anos. Duração: 1h49. Ano: 2023. Idioma original: inglês. Distribuidora: A24, Diamond Films. Direção: Alex Garland. Roteiro: Alex Garland. Elenco: Kirsten Dunst, Wagner Moura, Cailee Spaeny, Stephen McKinley Henderson, Sonoya Mizuno, Nick OffermanSinopse: Num futuro próximo, uma equipe de jornalistas viaja pelos Estados Unidos durante uma guerra civil em rápida escalada que envolveu toda a nação.


Trailer de "Guerra Civil"

quinta-feira, 18 de abril de 2024

.: Resenha: "Névoa Prateada" é a busca de "amar e ser amada" de Franky

Por: Mary Ellen Farias dos Santos

Em abril de 2024


"Névoa Prateada", dirigido por Sacha Polak ("Dirty God"), é um drama cheio de meandros conflituosos em que olhares falam muito, enquanto a jovem enfermeira Franky (Vicky Knight) busca pela realização da frase "amar e ser amada". Em contrapartida, mesmo após 15 anos, a moça segue focada, em encontrar e punir os responsáveis por um acidente que lhe deixou, inclusive, marcas no corpo -mas também na alma. Assim, a protagonista tenta ir em frente, apesar dos traumas.

Numa família despedaçada, uma vez que o pai saiu de casa, casou-se com outra mulher, tendo um filho e ignora completamente quem ficou no passado, Franky tenta, mas não consegue se entregar ao amor. Morando em um bairro no leste de Londres, seu parceiro tenta convencê-la de que a ama, ainda que não exista tal sentimento por parte dela. 

No entanto, exercendo a profissão, Franky conhece a paciente "suicida" Florence (Esmé Creed-Miles). Logo, a amizade entre as duas vira uma relação amorosa, mas a não aceitação dos familiares de Franky, leva as duas numa fuga para o litoral de Londres. Deixando para trás, a convivência com a irmã Leah, personagem que contribui muito para a trama e até um ataque a Franky e Florence.

A explosão de amor e cumplicidade das duas, sai do estágio da paixão virando ódio por parte da impulsiva Florence. Todavia, Franky já está na vida de Alice (Angela Bruce), que está com câncer, e o jovem Jack (Archie Brigden). Diante de uma nova realidade, Franky parte para o grande desafio do autoconhecimento e compreender seus dons especiais.

A trama que soma 102 minutos acontece diante dos olhos do público, às vezes, freneticamente, o que garante também uma bela fotografia -até psicodélica. Mas é a história principal e suas diversas reviravoltas, lançando provocativas dúvidas quanto ao amadurecimento emocional de Franky que une todas as pontas dos enredos secundários. O resultado é um lindo desfecho. Imperdível!

"Névoa Prateada" é um premiado drama LGBTQIA+ que estreia nos cinemas brasileiros em 18 de abril.


Em parceria com o Cineflix Cinemas, o Resenhando.com assiste aos filmes em Santos, no primeiro andar do Miramar Shopping. O Cineclube do Cineflix traz uma série de vantagens, entre elas ir ao cinema com acompanhante quantas vezes quiser - um sonho para qualquer cinéfilo. Além disso, o Cinema traz uma série de projetos, que você pode conferir neste link. Compre seus ingressos no Cineflix Cinemas Santos aqui: vendaonline.cineflix.com.br/cinema/SAN

* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do photonovelas.blogspot.com. Twitter:@maryellenfsm 

Filme: Névoa Prateada (Silver Hazer, 2023). Direção: Sacha Polak. Roteiro: Sacha Polak. País de origem: Holanda, Reino Unido, Duração: 102 min. Gênero: ficção, drama. Classificação: 16 anos. Elenco: Vicky Knight, Esmé Creed-Miles, Charlotte Knight, Archie Brigden, Angela Bruce. Distribuição: Bitelli Films. Sinopse: Franky é uma enfermeira de 23 anos que vive com a família em um bairro no leste de Londres. Obcecada por vingança e com a necessidade de encontrar culpados por um acidente traumático ocorrido há 15 anos, ela é incapaz de se envolver em um relacionamento com alguma profundidade, até que se apaixona por Florence, uma de suas pacientes. As duas fogem para o litoral onde Florence mora com a família. Lá, Franky encontrará o refúgio emocional para lidar com as questões do passado.

Trailer



Leia+


quarta-feira, 17 de abril de 2024

.: "Evidências do Amor" revisita passado para entender desgastes das relações

Por: Mary Ellen Farias dos Santos

Em abril de 2024


Quem poderia imaginar que um dia iria torcer por um casal improvável na telona dos cinemas? Eis o divertido, reflexivo e emocionante longa nacional "Evidências do Amor", protagonizado por Fábio Porchat ("O Palestrante") e Sandy Leah. Com direção de Pedro Antônio ("Tô Ryca", "Um Trio Quase Perfeito"), a produção leva o público para uma viagem no tempo que permite conhecer Marco Antônio (Fábio Porchat) e Laura (Sandy), apaixonados que deixaram de subir ao altar.

Na trama, tudo começa quando os dois se esbarram num karaokê e disputam pela clássica canção: "Evidências", mais conhecida na interpretação de Chitãozinho e Xororó, escrita pelo cantor romântico José Augusto -que participa do filme- em parceria com o compositor e letrista Paulo Sérgio Valle. A dupla canta junto, garantindo a diversão dos presentes até que são acertados pela flecha do cupido. Assim, a relação dura três anos. Contudo, perto do casamento, Laura desiste de Marco Antônio.


Separados, Marco Antônio começa a ser levado ao passado para reviver momentos de desentendimentos com Laura toda vez que ouve "Evidências". Enquanto faz o exercício de analisar o relacionamento, ele que julgava não ter defeitos, percebe as tantas desfeitas que levaram Laura a não querer se casar -o que acontece também por parte de Laura. Logo, diante da telona de cinema, torcer por um final feliz para a história de amor dos dois só vai crescendo no decorrer da trama. 

É inegável que "Evidências do Amor" é puro deleite, seja pela história agradável de se acompanhar com muitas reviravoltas ou por Sandy Leah e Fábio Porchat convencerem ao estarem na pele de um casal comum, que se ama e precisa aparar certas arestas. Enquanto a cantora volta a atuar, Porchat mostra que sabe fazer drama -embora a todo momento se espere dele as sacadas divertidas e características. É preciso destacar que a parceria dos dois resulta num filme que contagia.

Sem contar que em "Evidências do Amor" há ainda o contraponto da relação amorosa conturbada dos protagonistas, com o talento de Evelyn Castro, que transborda humor a cada cena -e garante a chance de uma sequência para o longa, talvez com um subtítulo também musical. Embora una amor e humor, "Evidências do Amor" consegue emocionar quando o casal faz uma volta ao passado bastante tocante para Marco Antônio. Vale muito a pena apreciar o cinema brasileiro entregando uma comédia romântica imperdível!


Em parceria com o Cineflix Cinemas, o Resenhando.com assiste aos filmes em Santos, no primeiro andar do Miramar Shopping. O Cineclube do Cineflix traz uma série de vantagens, entre elas ir ao cinema com acompanhante quantas vezes quiser - um sonho para qualquer cinéfilo. Além disso, o Cinema traz uma série de projetos, que você pode conferir neste link. Compre seus ingressos no Cineflix Cinemas Santos aqui: vendaonline.cineflix.com.br/cinema/SAN

* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do photonovelas.blogspot.com. Twitter:@maryellenfsm 


"Evidência do Amor" ("nacional"). Ingressos on-line neste linkGênero: comédia românticaClassificação: 14 anos. Duração: 1h45. Ano: 2023. Idioma original: inglês. Distribuidora: Warner Bros. Pictures Brasil. Direção: Pedro Antônio. Roteiro: Fábio Porchat, Pedro Antônio, Luanna Guimarães, Álvaro Campos. Elenco: Fábio Porchat, Sandy, Jason PackerSinopse: A história acompanha um casal, Marco Antônio (Fábio Porchat) e Laura (Sandy) que se apaixonam após cantarem a música juntos em um karaokê. Em meio a muitos altos e baixos, o casal acaba terminando, mas todas as vezes em que escuta Evidências, Marco automaticamente se lembra de cada discussão que teve com a ex. Determinado a se livrar dessas lembranças indesejadas, ele inicia uma jornada para superar Laura e seguir em frente com sua vida



Leia+

segunda-feira, 15 de abril de 2024

.: Crítica: "O Sabor da Vida" é história de amor pela culinária e cozinheira

Por: Mary Ellen Farias dos Santos

Em abril de 2024


O profundo amor entregue a cada prato. Eis uma singela pitada do filme francês "O Sabor da Vida", em cartaz na Cineflix Cinemas em Santos. A produção de 2h16 de duração, com direção do vietnamita Tran Anh Hung é um convite a praticar a calmaria de saborear os prazeres da vida. Assim, a dupla Eugenie (Juliette Binoche) e Dodin (Benoît Magimel), cozinheira e patrão há 20 anos, são desafiados por uma desagradável surpresa do destino que os coloca numa difícil corrida para desfrutar um da companhia do outro.

No entanto, na cozinha do renomado chef surge uma jovem figura com grande habilidade para apreciar e aprender as fazer os pratos que são irretocáveis obras de arte na telona: Pauline (Bonnie Chagneau-Ravoire). De paladar apurado, mesmo ainda estando em formação, por ainda ser criança, quando entra em cena, a Pauline da atriz mirim cativa, complementando a história de amor da dupla perfeita de protagonistas composta pelos talentosos Juliette Binoche ("Chocolate") e Benoît Magimel ("Memórias de Paris").


"O Sabor da Vida" não é um filme que deixa o público passar impune, seja pela história de amor do casal que abrange o ato de cozinhar, como também provocar fome, até em quem assiste a tudo do outro lado estando bem alimentado. A cada cena na cozinha que faz parecer levar o público aos bastidores de produções artísticas que servirão de refeição, há muita paz e cumplicidade. 

Assim, Eugenie e Dodin fazem parecer que quem assiste a tudo é convidado a acompanhar o passo-a-passo, mas sem a oportunidade de provar. Tanto é que, em certas sequências, a cozinha efervescente do casal deixa a sensação de que o cheiro ultrapassou a tela do cinema, o que remete outro longa francês, "Delicioso" ou o mais recente "Sob as Estrelas", sendo cada um com seu jeito tocante de tratar a culinária no cinema. Vale a pena conferir no elenco ainda tem Galatea Bellugi de "Tralala"!

Em parceria com o Cineflix Cinemas, o Resenhando.com assiste aos filmes em Santos, no primeiro andar do Miramar Shopping. O Cineclube do Cineflix traz uma série de vantagens, entre elas ir ao cinema com acompanhante quantas vezes quiser - um sonho para qualquer cinéfilo. Além disso, o Cinema traz uma série de projetos, que você pode conferir neste link. Compre seus ingressos no Cineflix Cinemas Santos aqui: vendaonline.cineflix.com.br/cinema/SAN

* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do photonovelas.blogspot.com. Twitter:@maryellenfsm 


"O Sabor da Vida" ("La passion de Dodin Bouffant"). Ingressos on-line neste linkGênero: romance, dramaClassificação: 14 anos. Duração: 2h16. Ano: 2023. Idioma original: francês. Distribuidora: Diamond Films. Direção: Tran Anh Hung. Roteiro: Tran Anh Hung. Elenco: Juliette Binoche, Benoît Magimel, Emmanuel SalingerSinopse: A cozinheira Eugenie e seu patrão Dodin se afeiçoam ao longo de 20 anos, e seu romance dá origem a pratos que impressionam até chefs ilustres. Quando Dodin se depara com a relutância de Eugenie em se comprometer, ele começa a cozinhar para ela.
Trailer de "O Sabor da Vida"


Leia+

sexta-feira, 12 de abril de 2024

.: Crítica: "Ghostbusters: Apocalipse de Gelo" empolga com ação estilo anos 80

Por: Mary Ellen Farias dos Santos

Em abril de 2024


Novos desafios para os caçadores de fantasmas resolverem em plena era da modernidade tecnológica, usando o toque exato e saudosista dos anos 80. O novo filme em cartaz na Cineflix Cinemas, "Ghostbusters: Apocalipse de Gelo", sequência de "Ghostbusters: Mais Além", leva a família Spengler, composta por Phoebe (Mckenna Grace, "Anabelle 3: De Volta para Casa"), Trevor (Finn Wolfhard, "Stranger Things") e Callie (Carrie Coon, "Fargo"), ao lado de seu parceiro Mr. Gooberson (Paul Rudd, "Homem-Formiga") ao icônico quartel de Nova York, em que os Caça-Fantasmas originais atuaram nos anos de glória, ou seja, há 40 anos. 

Contudo, numa caçada problemática, Phoebe, de apenas 15 anos, é obrigada a passar para o banco de reserva em nome da distância da maioridade. Não tão longe dali, na própria loja de antiguidades, Ray Stantz (Dan Aykroyd, "Meu Primeiro Amor") recebe uma proposta de compra de Nadeem (Kumail Nanjiani, "Eternos"), que leva uma caixa com bugigangas desconhecidas, incluindo uma esfera que revela ter no mínimo um fantasma ali contido. 

O artefato antigo desencadeia uma força maligna com sede de acabar com a humanidade que precisa do empurrãozinho da fantasminha Melody (Emily Alyn Lind). Mesmo tendo o prefeito de Nova York fazendo de tudo para terminar de desmoralizar os Caça-Fantasmas, o perigo une os novos -incluindo os jovens- e antigos Caça-Fantasmas -claro, Peter Venkman (Bill Murray)- para salvar o mundo de uma segunda era glacial.


"Ghostbusters: Apocalipse de Gelo" acontece na telona de modo envolvente e empolgante, seguindo o estilo fantasia em seu auge dos anos 80 e 90. A produção de 1h56 reverencia o já falecido, Egon (Harold Allen Ramis) por mais vezes -novamente. Contudo, o longa deixa de lado o apelo emocional, como fez em "Ghostbusters: Mais Além" e parte para o melhor da ação dos caçadores de fantasmas usando uniformes, carregados de apetrechos e dirigindo a viatura Ecto em busca de diversos fantasmas perigosos.

Trazendo mais uma vez o fantasma comilão Geleia (com direito a homenagem ao cineasta, roteirista, produtor, ator e dublador eslovaco, Ivan Reitman, falecido em 2022), "Ghostbusters: Apocalipse de Gelo" insere diversos seres malignos, entre eles um que promete abalar as próximas histórias do grupo uma vez que ele é transmorfo e dá vida a objeto inanimados: o Possessor. 

É uma produção agradável de se assistir, fisga a ponto de fazer não perceber o tempo do longa passar, pois sempre entrega novas reviravoltas que despertam a curiosidade a respeito do desfecho. Com efeitos incríveis, "Ghostbusters: Apocalipse de Gelo" é para se assistir no melhor estilo, na telona do cinema. Imperdível!


Em parceria com o Cineflix Cinemas, o Resenhando.com assiste aos filmes em Santos, no primeiro andar do Miramar Shopping. O Cineclube do Cineflix traz uma série de vantagens, entre elas ir ao cinema com acompanhante quantas vezes quiser - um sonho para qualquer cinéfilo. Além disso, o Cinema traz uma série de projetos, que você pode conferir neste link. Compre seus ingressos no Cineflix Cinemas Santos aqui: vendaonline.cineflix.com.br/cinema/SAN

* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do photonovelas.blogspot.com. Twitter:@maryellenfsm 


"Ghostbusters: Apocalipse de Gelo" ("Ghostbusters: Frozen Empire"). Ingressos on-line neste linkGênero: comédia, fantasiaClassificação: 12 anos. Duração: 1h56. Ano: 2023. Idioma original: inglês. Distribuidora: Sony Pictures Brasil. Direção: Gil Kenan. Roteiro: Gil Kenan, Jason Reitman. Elenco: Carrie Coon, McKenna Grace, Finn Wolfhard e Paul Rudd, Bill MurraySinopse: A família Spengler retorna ao icônico quartel de Nova York, onde os Caça-Fantasmas originais atuaram em seus anos de glória. Quando a descoberta de um artefato antigo desencadeia uma força maligna, novos e antigos Caça-Fantasmas precisam se unir para proteger seu lar e salvar o mundo de uma segunda era glacial.



Leia+

Postagens mais antigas → Página inicial
Tecnologia do Blogger.